O watchOS 7 está drenando a bateria do seu Apple Watch?

Compartilhe

O iOS 14 chegou, e você já sabe o que isso significa.

“Recursos incríveis e inovadores para quem nunca teve um Android na vida?”, o usuário do iPhone pergunta todo empolgado. Não exatamente, mas a pergunta também é válida.

“Que finalmente vou poder customizar o meu iPhone do jeito que eu sempre sonhei, mesmo que o seu design agora indique claramente que eu sou um assassino psicopata?” Também não é sobre isso que quero conversar nesse post (e recomendo que você procure um psiquiatra o quanto antes).

“Que vou ter um monte de problemas com o meu smartphone após a atualização, e vou sair procurando pela solução na internet até chegar neste post?” Isso! É bem isso! Chegamos ao tema deste post.

Todo sistema operacional pode entregar de presente problemas para o usuário após uma atualização. A Microsoft está aí e não me deixa mentir. Por isso, por mais que muita gente considere a Apple perfeita e o iOS igualmente perfeito (dois conceitos muito errados em um mundo tão dinâmico como o que vivemos), os dois podem entregar problemas sérios, que vão da ausência de um carregador no kit de venda dos novos iPhones até um elevado consumo de bateria nas unidades do Apple Watch que atualizaram para o watchOS 7.

A Apple reconheceu que iOS 14 e watchOS 7 não estão se entendendo muito bem, e confirma que a bateria está consumindo mais do que deveria no uso conjunto desses dois software. Também confirmou que existe um problema com a perda de dados do GPS no app Fitness, mas entendo que esta é uma anormalidade menor diante da situação da bateria.

Os usuários reclamaram, a Apple ouviu os gritos da galera… mas… o que realmente está acontecendo aqui? E o mais importante: como solucionar este problema?

 

 

 

Se você está meio desesperado, tente isso

 

 

A Apple está ciente dessa discórdia entre iOS 14 e watchOS 7, e está trabalhando para oferecer uma solução. Mas até lá, você não pode ficar com dispositivos drenando bateria o tempo todo, certo?

Então, a própria Apple recomenda alguns procedimentos aos usuários que, a essa altura do campeonato, já estão meio desesperados com esse efeito colateral indesejado. Por isso, se você é uma das vítimas desse problema nas novas versões dos sistemas operacionais, tente uma das alternativas a seguir.

 

 

 

Desemparelhe o relógio do iPhone

 

1) Entre no aplicativo Watch no seu iPhone.
2) Entre na guia Meu relógio e, em seguida, Todos os relógios.
3) Agora toque no botão de informações próximo ao relógio que deseja desemparelhar.
4) Toque em Desemparelhar Apple Watch.

 

 

 

Verifique as configurações do iCloud e faça um backup

 

1) Você deve se certificar de que há espaço de armazenamento suficiente em seu iCloud. Você fará isso antes de criar um backup.
2) Vá para as configurações do iPhone.
3) Clique no seu nome e depois no iCloud.
4) Verifique se a Saúde está ativada ou pressione para ativá-la.
5) Toque onde diz Backup do iCloud.
6) Verifique se o Backup do iCloud está ativado ou toque em para ativá-lo.
7) Toque em Backup agora para criá-lo e aguarde a conclusão do processo.

Ao final de tudo isso, tente restabelecer o Apple Watch para as suas configurações de fábrica, restabeleça o backup do relógio e tente sincronizar novamente o smartwatch com o seu iPhone. Quem sabe isso pode resolver.

Caso contrário, sente em uma poltrona bem confortável e espere pacientemente que a Apple envie uma solução em forma de atualização.


Compartilhe