O vencedor com a queda do WhatsApp foi… | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia O vencedor com a queda do WhatsApp foi… | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Internet | O vencedor com a queda do WhatsApp foi…

O vencedor com a queda do WhatsApp foi…

Compartilhe

Alguém tem que vencer diante do caos. Ou como diz o ditado popular “para alguém vencer, alguém tem que se ferrar”. Não que precisa ser assim na vida, mas é o que normalmente acontece.

O cenário de caos que se estabeleceu no começo desta semana, onde Facebook, Instagram e WhatsApp despencaram (o que resultou em instabilidades no Telegram e Twitter, que receberam um volume de dados consideravelmente maior) teve os seus reflexos em diferentes plataformas. E alguns serviços se deram muito bem com a queda das plataformas de Mark Zuckerberg.

E, diferente do que você pode imaginar, não foi apenas o Telegram que saiu como vencedor neste caso.

 

 

 

Uma volta ao passado

 

O Facebook se explicou sobre o problema que resultou na queda dos seus serviços. E, ainda assim, não consigo me convencer por completo que tudo teve como origem uma falha nos servidores.

É só pensar um pouco: quando dá problema no roteador da sua casa, o pessoal da NET pede para você desligar o equipamento, retirar da tomada por 10 segundos, ligar de novo e esperar para ver se tudo funciona. Ou seja, algo relativamente simples de resolver.

Tá, não quero comparar a complexidade dos equipamentos do Facebook com a porcaria que funciona de forma precária em minha casa. Só quero dizer que o problema não é tão simples quanto dá a entender a explicação, e o menino Zuck não vai querer contar para nós o que realmente aconteceu.

Fato é que todo mundo procurou por alternativas de comunicação quando todas as plataformas despencaram ao mesmo tempo. O Telegram sempre sai ganhando nesses cenários, e no caos que aconteceu segunda-feira não foi diferente.

A plataforma do avião de papel recebeu em pouco mais de 10 horas de inatividades das plataformas de Zuckerberg o equivalente a população do Reino Unido em número de novos usuários globais. Nada mal, certo?

Mas o que mais chama a atenção é o fato das pessoas redescobrirem velhos hábitos e funções que o telefone sempre fez, como são os casos de chamadas telefônicas e mensagens via SMS. Isso aconteceu em vários países do mundo, e tenho certeza que no Brasil também.

Eu mesmo acabei apelando para a boa e velha mensagem de texto via SMS para me comunicar com algumas pessoas de forma mais pontual. As chamadas pelo celular eu nunca abandonei, porque sou um geek velho e várias pessoas com as quais eu me comunico todos os dias ainda preferem esse método de comunicação.

Porém, reconheço que a grande maioria não telefona mais pelo celular. Na maior parte dos casos, manda mensagens de texto e áudio pelo WhatsApp e, quando telefonam, a chamada de voz ou vídeo também é feita pelo aplicativo de mensagens mais popular do planeta… que está nas mãos de Mark Zuckerberg.

 

 

 

SMS ainda é popular lá fora

O SMS só não pegou mesmo aqui no Brasil, pois as operadoras decidiram no começo do serviço cobrar pelo envio das mensagens. Lá fora, o recurso sempre foi gratuito, o que ajudou na sua popularidade. Nos Estados Unidos, por exemplo, ele é mais utilizado que o WhatsApp.

Quem sabe agora o usuário brasileiro pega o gosto por se comunicar via SMS com amigos e familiares, já que nenhuma operadora tem a coragem de cobrar por envio e recebimento desse tipo de mensagem.


Compartilhe