Tide Pod Challenge

O YouTube se transformou no lugar perfeito para jovens imbecis arriscarem sua vida em troca de popularidade ou visualizações dos seus vídeos. E o Tide Pod Challenge é mais um claro exemplo disso.

Tudo começou como uma brincadeira boba, por causa da aparência do produto, que lembra um doce. Mas rapidamente virou ‘moda’: vários youtubers começaram a enviar vídeos aceitando o desafio de ingerir as cápsulas do produto.

Nos primeiros dias de 2018 foram registrados 39 casos de jovens intoxicados por culpa do Tide Pod Challenge. Isso ligou o sinal de alerta do YouTube, que se posicionou sobre o tema.

A plataforma decidiu que esses vídeos serão proibidos e eliminados imediatamente do YouTube, seguindo os parâmetros dos seus novos critérios de difusão de material.

 

 

Está proibido no YouTube o conteúdo destinado a fomentar atividades perigosas ou com risco inerente de dano físico, sob o risco de infringir as políticas da plataforma de vídeos.

Depois do incidente com Logan Paul, parece que o YouTube decidiu levar esse trabalho de fiscalização de conteúdos inadequados mais a sério, e serão implacáveis com o Tide Pod Challenge. Além disso, a plataforma reforça que não haverá nenhuma possibilidade de monetizar esse tipo de vídeos.

A ironia é que os jovens usuários só não vão mais gravar vídeos comendo produtos de limpeza por saberem que isso pode matá-los, mas sim porque o YouTube não está de acordo com esse tipo de vídeo.

 

Via Time, FastCompany