TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia O que você pode salvar em um chip SIM | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Dicas, Truques e Macetes | O que você pode salvar em um chip SIM

O que você pode salvar em um chip SIM

Compartilhe

Enquanto o eSIM não se tornar um elemento popular e comum em todos os smartphones, os chips SIM (SIM Card, microSIM, nanoSIM ou derivados) ainda serão o padrão para o funcionamento das redes móveis ao redor do mundo. É ele quem oferece a conectividade de dados móveis e serviços de voz para os telefones móveis, e é um elemento importante para o dispositivo.

Mas ele vai além da oferta de conectividade. O chip SIM pode armazenar diferentes tipos de informações que, em mãos mais habilidosas, podem ser úteis para alguns cenários bem específicos.

Neste post, vamos mostrar quais são os tipos de dados que o chip SIM pode armazenar em qualquer celular ou smartphone em uso.

 

 

 

Os dados que o seu chip SIM pode armazenar

O chip SIM pode carregar informações que são consideradas essenciais sobre o dispositivo que está em uso e da operadora que fornece o serviço de voz e dados. Porém, essas informações são carregadas de forma prévia pela operadora, ou de forma eletrônica, através de uma portabilidade.

Na prática, os usuários podem inserir alguns dados que são mais relevantes para o uso diário com aquela linha ou dispositivo. Mesmo porque a capacidade de armazenamento de informações do SIM Card é limitada, ficando entre 64 e 512 kb. De qualquer forma, é espaço suficiente para armazenar o que realmente importa para os usuários.

A lista de dados que o usuário pode armazenar em um chip SIM é composta pelos seguintes itens:

  • Número da linha ativa
  • Número do telefone pessoal
  • Contatos
  • Dados da operadora
  • Relatório de fatura ou dados de consumo
  • Código do país
  • IMEI
  • Status do chip SIM

Como você pode ver, são as informações mais básicas para o funcionamento da linha naquele chip. Para a maioria dos usuários, isso pode passar batido. Mas os mais experientes podem (por exemplo) salvar números de emergência, algo que pode ser muito útil em caso de roubo ou danos no smartphone.

Neste cenário, você ao menos pode colocar o chip SIM em outro telefone e recuperar esses números para entrar em contato com alguém que pode te ajudar em um momento de apuro.

 

 

 

Como salvar os contatos fora do chip SIM

Como padrão, o smartphone pode salvar os dados de novos contatos no chip SIM. E esse comportamento é herdado dos celulares “dumbphones”, pois esses não contavam com alternativas como, por exemplo, salvar os contatos em uma conta Google. No máximo ofereciam algum espaço de armazenamento interno e, ainda assim, um espaço limitado.

Hoje, podemos salvar os novos contatos em uma conta Google, o que facilita a vida para quem tem mais de um dispositivo. Ao realizar esse armazenamento em um destino externo ao smartphone, essa informação é sincronizada com outros dispositivos, como tablets e computadores.

Assim, você pode consultar essa informação com maior facilidade. Basta acessar o seu Gmail e aquele número de telefone está ali, pronto para ser consultado.

Para vincular um novo contato com a sua agenda de contatos do Google, faça o seguinte:

  1. Abra o aplicativo de Contatos no seu smartphone.
  2. Toque no símbolo “+” na parte inferior direita da interface para criar um contato.
  3. Insira os dados correspondentes ao novo contato.
  4. Antes de confirmar a operação, procure na interface do app de Contatos uma opção indicada “Salvar como…”, e selecione esse item.
  5. Escolha a sua conta Google e salve o novo contato.

Compartilhe