TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia O que vai acontecer com o Windows 10 com a chegada do Windows 11? | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Software | O que vai acontecer com o Windows 10 com a chegada do Windows 11?

O que vai acontecer com o Windows 10 com a chegada do Windows 11?

Compartilhe

O Windows 11 deve ser apresentado pela Microsoft em 24 de junho. A nova versão do sistema operacional estará disponível para o grande público em outubro de 2021, e muitos usuários se perguntam nesse momento o que vai acontecer com o Windows 10 depois do seu anúncio.

Muitas perguntas só serão respondidas daqui a duas semanas, mas algumas coisas já podem ser esclarecidas. E é tentando colocar um pouco de luz na escuridão dos usuários que vamos conversar sobre o que sabemos a respeito do Windows 11.

 

 

 

O que há de novo no Windows 11?

Antes de qualquer coisa, tudo aponta para uma atualização direta e gratuita do Windows 10 para o Windows 11, no mesmo formato que aconteceu lá atrás, quando passamos do Windows 7, 8 e 8.1 para a atual versão do sistema operacional.

É de se imaginar que a Microsoft vai estipular uma janela de atualizações gratuitas para os usuários. Mas diante de tudo o que aconteceu no episódio do update para o Windows 10 (que, em alguns cenários, é gratuita até hoje), podemos esperar uma “certa flexibilidade” da turma de Redmond neste aspecto.

 

 

O Windows 11 vai trazer várias novidades estéticas, como novos ícones, o modo escuro ativado como padrão em quase todo o design do sistema operacional, uma possível nova Microsoft Store, onde os desenvolvedores poderão enviar os seus aplicativos sem empacotá-los e com hospedagem em CDN própria (sem depender da distribuição da Microsoft) e o suporte para a emulação de aplicativos de 64 bits, entre outros.

Porém, a pergunta persiste…

 

 

 

O que vai acontecer com o Windows 10?

Documentos de suporte da Microsoft que caíram na internet indicam que a atualização do Windows prevista para chegar no terceiro trimestre pode ser dividida em duas partes: uma para consumidores finais e usuários domésticos, e outra para clientes empresariais e empresas.

Seriam duas versões com o mesmo nome de código: 21H2:21H2 (uma atualização menor) e CO21H2 (CO = Cobalto, Sun Valley).

 

 

Na prática, o Windows 10 vai receber um Enablement Package, que vai contar com algumas das novidades presentes na versão Sun Valley em forma de atualização na versão 21H2.

De forma simultânea, o Windows 11 será lançado, com base na versão Cobalt, mas recebendo a experiência completa da proposta Sun Valley.

O resultado disso? Isso mesmo: fragmentação.

Se, por um lado, a Microsoft terá que trabalhar com duas versões do Windows simultaneamente, por outro lado, a empresa vai dar um tempo para que todos possam fazer a atualização de uma versão para outra com calma, realizando as adaptações necessárias.

De qualquer forma, essa solução ainda é melhor do que impor a nova versão para todos os usuários.


Compartilhe