TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia O que o Wi-Fi 7 (802.11be) pode oferecer | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Internet | O que o Wi-Fi 7 (802.11be) pode oferecer

O que o Wi-Fi 7 (802.11be) pode oferecer

Compartilhe

O próximo padrão WiFi que vai chegar ao mercado é o WiFi 7 (802.11be). Sua estreia ao mercado só vai acontecer em 2024, e vai representar um grande salto tecnológico em relação ao WiFi 6 e WiFi 6E.

O WiFi 7 promete ser muito mais rápido e com uma latência extremamente baixa, alcançando pelo menos 30 Gbps por ponto de acesso e até 48 Gbps teóricos. ou seja, uma banda que pode ser até quatro vezes maior que o WiFi 6 atual.

Vamos conhecer mais detalhes sobre o WiFi 7 neste post.

 

 

 

Quais mudanças vai oferecer o WiFi 7

 

O WiFi 7 vai introduzir novas tecnologias, como o MLO (Multi-Link Operation), que é uma espécie de agregador onde diferentes canais pode transmitir os mesmos pacotes de dados, garantindo assim uma baixa latência com o suo de várias bandas simultâneas.

O novo padrão vai trabalhar com os canais de 2.4 GHz, 5 GHz e 6 GHz simultaneamente para entregar os dados. Com essas frequências agregadas, as velocidades máximas podem ser até 7.2 vezes superior às atuais com o WiFi 6.

 

 

O WiFi 7 vai manter um dos benefícios do WiFi 6E ao cobrir todo o espectro de 6 GHz, alcançando até os 7.125 GHz. Além disso, a largura de banda dos canais se duplicará, passando de 160 MHz para os 320 MHz, assim como o MIMO, que passa dos 8 fluxos para os 16 fluxos espaciais.

A velocidade teórica oferecida pelo WiFi 7 (até 48 Gbps, segundo as estimativas da Intel) é enorme, com uma largura de banda que é equiparada com padrões que não são sem fio, como é o caso do USB4 (40 Gbps), mas não chegando no mesmo nível do Thunderbolt 5 (até 80 Gbps).

 

 

O padrão IEEE 802.11be Extremely High Throughput (EHT) é o futuro do WiFi, mas não é o único padrão que veremos nos próximos anos. Também estão trabalhando no padrão WiFi 802.11bf (WiFi Sensing), que também pode oferecer benefícios e melhorias no cenário da internet sem fio.

Vale lembrar que os futuros processadores Intel de décima segunda geração serão compatíveis com o WiFi 7, e isso pode fazer com que a popularização desse padrão se acelere naturalmente.

 

 

 

Só chega em 2024, mas já existem dispositivos compatíveis

 

Em teoria, não é correto dizer que alguns dispositivos já são compatíveis com o padrão WiFi 7, pois de forma oficial ele não existe, e nem seu nome ou suas especificações técnicas foram confirmados pela WiFi Alliance. Mas isso não significa que nenhuma empresa está trabalhando em novos produtos pensando neste padrão.

Por exemplo, a LitePoint, uma das empresas que são referência nos sistemas de testes de conectividade sem fio, apresentou recentemente um dispositivo, o IQxel-MX WiFi 7.

Teoricamente, este é o primeiro dispositivo compatível com os requisitos técnicos que definem o padrão IEEE 802.11be, sendo capaz de operar nas faixas de 2.4 GHz, 5 GHz e 6 GHz, com canais de 320 MHz e MLO. Ou seja, é um dispositivo com WiFi 7.

É importante lembrar que este é um dispositivo de teste com as características técnicas que teoricamente serão implementadas quando o WiFi 7 chegar ao mercado. Mas só serão consideradas oficiais quando a WiFi Alliance se pronunciar sobre o assunto.

 

 

Via ArXiv, Intel, NetworkWorld,VideoCardz, LitePoint


Compartilhe