O Windows 10 May Update 2019 está chegando, e essa é a atualização mais importante do ano para o sistema operacional da Microsoft. E, tal e como acontece a cada ano, essa é a primeira das duas atualizações do software, e já chega com atrasos.

Porém… quais são as novidades que ela traz? O seu computador vai receber mudanças muito importantes? O que devo fazer para ficar pronto para receber essa atualização?

Contamos tudo o que você precisa saber nesse post.

 

 

O que muda no seu PC depois de instalar a atualização?

 

 

O primeiro tema a ser tratado é a do Sandbox, função que agora está nativo e que permite o teste de páginas web e arquivos que podem ser executados sem correr riscos de comprometer a integridade do sistema operacional.

O Sandbox pode permitir uma espécie de instalação paralela, onde depois dos testes, ela é eliminada. Você verá um desktop clonado do original, mas temporário. O recurso é válido para usuários experientes realizarem testes em um ambiente seguro.

Outra melhoria direta está no menu Iniciar, que passa a ter apenas uma coluna e com um poder de customização muito maior, podendo eliminar alguns aplicativos nativos que podem não ser do seu interesse. Mais uma grande novidade: um tema mais luminoso, para melhor identificação da barra de tarefas ou do menu iniciar, com uma cor que se aproxima muito mais do cinza. Para criar o contraste, os ícones serão muito mais escuros.

Também vale a pena mencionar uma mudança relacionada com o Cortana, onde a barra de buscas vai ficar bem do lado do menu Iniciar, mas separado da barra de buscas. É uma nova opção que permite adicionar mais acessos diretos às buscas.

Também vale a pena mencionar novidades adicionais, como o novo buscador de emojis, o suporte nativo para imagens RAW, as cores para os pop-ups, a nova barra de brilho na seção de configurações e uma seção de ações rápidas de configuração.

 

 

Quando o Windows 10 May Update 2019 vai chegar?

 

Nesse momento, a Microsoft não revelou uma data específica para a chegada e instalação da atualização para o usuário final. O mais provável é que o update será distribuído ao longo desse mês de maio, com a atualização acontecendo de forma progressiva. Ou seja, paciência: o update vai chegar quando menos você esperar.

De qualquer forma, uma coisa você precisa ter em mente antes de instalar. Quando você aceita uma atualização, você fica sem poder usar o computador por algumas horas, até que o update chegue ao fim. Então, procure realizar o agendamento do update para um horário em que é certeza que você não vai utilizar o equipamento.

Leve em conta que se o seu computador tem uma versão muito obsoleta do Windows 10, a Microsoft não vai dar outra escolha a não ser instalar a atualização na hora que ela chegar até você.

 

 

Requisitos técnicos a considerar

 

 

Faça uma cópia de segurança de todos os seus arquivos e configurações mais importantes. O sistema vai exigir um espaço livre de 7 GB na sua unidade de armazenamento para a atualização. Você sempre vai ter um tempo para pensar se vale a pena realizar a atualização nesse momento. Mesmo que a orientação seja para realizar o update o quanto antes, sempre vale a pena adiar por até um mês (no máximo) para evitar problemas com incompatibilidades e falhas da Microsoft.

Na verdade, a janela para adiar a instalação do update é de 35 dias.

Depois disso, você é obrigado a instalar as correções de segurança enviadas pelo Windows, pois elas protegem você de possíveis ameaças e vulnerabilidades. Porém, a atualização em si pode ser pausada nesse tempo indicado. É possível realizar qualquer gerenciamento (de consulta ou reagendamento) a partir da seção de Configurações, dentro do menu do Windows dedicado às atualizações.