Wetten.com Brasil Apostas
Home » Dicas, Truques e Macetes » O que fazer antes de enviar o smartphone para a assistência técnica?

O que fazer antes de enviar o smartphone para a assistência técnica?

Compartilhe

Em algum momento, você pode precisar enviar o seu smartphone para a assistência técnica. Nenhum dispositivo é infalível, e problemas podem aparecer quando você menos espera. O que muita gente não sabe é que precisamos adotar alguns procedimentos para evitar dores de cabeça ainda maiores do que a inoperância do dispositivo.

Neste post, vamos mostrar alguns passos importantes que você deve adotar antes de enviar o seu telefone para a assistência técnica. São as medidas mais importantes a serem tomadas para garantir que tudo vai dar certo até o momento do telefone chegar ao técnico, evitando assim surpresas desagradáveis por causa deste procedimento.

 

 

 

Verifique a garantia do produto

É a primeira e mais importante coisa que você deve fazer antes de mandar o seu smartphone para a assistência técnica.

Se o seu dispositivo está dentro do prazo de validade da garantia, não tem o que discutir: o seu fabricante arca com TODOS OS CUSTOS DE REPARAÇÃO, incluindo as despesas de envio e devolução do produto. Dentro dos primeiros 12 meses a partir da data de venda do produto, é o fabricante quem se responsabiliza em devolver a vida para o seu telefone danificado.

 

 

 

Preserve a garantia com a sua vida

Por outro lado, se o seu smartphone está com problemas e ainda está na garantia, certifique-se que você não vai invalidá-la.

Não tente consertar o telefone por conta própria, pois as chances de você piorar a situação são enormes. E mais grave que o próprio dano no dispositivo é perder a garantia do produto porque você deixou indícios que tentou (ou conseguir) abrir o produto antes que o mesmo chegasse à assistência técnica.

Se você tentar consertar por conta, não vai ter a garantia trabalhando a seu favor. O fabricante vai concluir que o problema foi provocado por mau uso do usuário, e você ficará com um caro peso de papel inútil nas mãos…

…a não ser que você pague pelo conserto, é claro.

 

 

 

Faça uma cópia de segurança dos seus dados

O serviço de assistência técnica não vai ter o menor cuidado em tentar manter os seus dados salvos ou fazer um backup dos seus arquivos pessoais. Por isso, procure antecipar um passo e faça o backup de tudo.

É sua obrigação garantir que você não vai perder nada do que é seu que está salvo no telefone. Por isso, dedique um tempo em realizar o backup de dados do telefone, mesmo que isso leve algum tempo. Muito provavelmente a assistência técnica vai precisar apagar todos os dados nele armazenados para instalar correções de software ou uma nova versão do sistema operacional.

 

 

 

Restabeleça o dispositivo para as configurações de fábrica

Após fazer o backup dos seus dados pessoais, remova todos os dados que estão nele armazenados e deixe o dispositivo nas especificações de fábrica.

Se o problema for de hardware, ele será detectado pela assistência técnica de qualquer maneira. E a sua garantia não é invalidada por isso. E se o problema for de software, será até mais fácil, já que um update em cima dessa versão de fábrica pode resolver tudo.

 

 

 

Elimine qualquer método de segurança

Isso é algo que passa batido por muita gente, mas é importante para facilitar a vida de quem vai realizar a manutenção do dispositivo.

Se você vai arriscar em manter os dados e configurações armazenados no dispositivo a ser reparado, ao menos remova os métodos de segurança do dispositivo.

Pense na seguinte situação: você mora em Florianópolis e manda o seu smartphone para a assistência técnica em São Paulo. De repente, você recebe um telefonema informando que não dá para fazer o reparo porque o técnico não possui a sua digital para desbloquear o dispositivo na primeira inicialização.

E, no final, é você com um caro peso de papel que não está consertado porque se esqueceu deste pequeno detalhe.

 

 

 

Remova o SIM Card e o microSD

Outro ponto de esquecimento de muitos usuários quando decidem enviar o smartphone para reparos na assistência técnica.

Não remover o SIM Card do telefone significa não ter a linha do celular disponível por alguns dias ou semanas, dependendo do local para onde o dispositivo vai ser enviado. E isso é péssimo.

A mesma regra vale para o seu cartão microSD. E pior do que ficar sem as suas fotos, músicas e vídeos gravados pelo telefone é ter esse material para livre acesso de outras pessoas que você nem conhece.

Pense no perigo que você está correndo.


Compartilhe