Compartilhe

Para muitos internautas, o Gmail é um programa vital para as suas tarefas de trabalho e estudo. Vários sistemas de empresas e escolas funcionam através dele, e quando o serviço de e-mail mais popular do planeta para de funcionar “do nada”, é normal que algumas pessoas comecem a entrar em pânico.

É preciso entender que a internet é o principal elemento para o funcionamento de muitas das ferramentas digitais. E o motivo para isso é o mais óbvio do mundo: tais ferramentas estão na internet. Simples. Se ela para, tudo para.

E normalmente quando a internet para, os problemas tendem a se modificar.

A boa notícia é que o Google segue evoluindo o Gmail de tal forma, que a sua adaptação às novas velocidades da internet permitem que a ferramenta ofereça novos recursos e funcionalidades de maneira ainda mais eficiente. O serviço de e-mail da gigante de Mountain View conta com vários mecanismos específicos que podem manter o seu funcionamento mesmo quando a sua conexão à web está falhando ou com baixa qualidade.

Tudo bem, o seu desempenho não será o mesmo daquele quando a conexão está totalmente estável e segura, mas ao menos você consegue realizar as tarefas essenciais, tornando possível o envio da resposta ao e-mail de proposta comercial que chegou em cima da hora, mas ou você está na estrada ou a Claro net decidiu fazer uma manutenção de última hora na sua região.

 

 

 

O funcionamento do Gmail com uma internet lenta

 

 

Quando a sua conexão de internet está bem mais lenta do que o normal, ou você está utilizando o 4G em uma área onde o sinal é precário, uma das alternativas para usar o Gmail com o mínimo de suas funcionalidades é ativar o modo de visualização básica em HTML. Nesse modo, algumas funções do serviço são desabilitadas, como:

Bate-papo
Corretor ortográfico
Combinações de teclas
Criar ou importar contatos
Endereços “De” personalizados
Texto formatado

 

Se você pode viver sem esses itens na hora do sufoco, o modo HTML será muito útil naqueles momentos onde você realmente precisa enviar um e-mail com urgência, ou ler uma mensagem naquele momento onde você está em um local com a conexão de internet de baixa qualidade.

Agora, se o problema não está relacionado com o desempenho de sua conexão, o Google dá algumas dicas de ações que você pode tomar para tentar melhorar o funcionamento do Gmail.

 

 

 

Revise alguns itens do Gmail

 

 

Em alguns casos, os complementos ou extensões que você instalou no seu navegador web para desktops, ou softwares que você instalou no computador e aplicativos instalados no smartphone podem interferir no bom funcionamento do Gmail, a ponto que o mesmo pare de funcionar.

Para começar, tente desativar temporariamente as extensões e os aplicativos um a um, e volte a usar o Gmail para ver se o problema foi solucionado. Se ele voltar a funcionar normalmente, você terá descoberto qual foi o software que estava provocando as falhas.

Se você não tem extensões instaladas no navegador, abra o Gmail em uma nova aba privada ou em modo de navegação anônima. Quem sabe pode ser alguma configuração estabelecida pelo navegador que está interferindo no funcionamento da plataforma.

Se na aba anônima o Gmail funcionar bem, apague o cache e os cookies do seu navegador, e tente acessar o serviço por uma aba normal. Isso tende a resolver o problema.


Compartilhe