O que deveria ter um PC para competir com o PS5? | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia O que deveria ter um PC para competir com o PS5? | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Games | O que deveria ter um PC para competir com o PS5?

O que deveria ter um PC para competir com o PS5?

Compartilhe

As principais especificações técnicas do PS5 foram reveladas, mas alguns detalhes importantes ainda estão em segredo, como a frequência de trabalho dos seus componentes e tipo de unidade SSD que o console vai utilizar.

Porém, basta olhar para o PS4 Pro para estimar o que esperar na configuração final da próxima geração de videogames da Sony. O mais provável é que o PS5 venha com 16 GB de memória GDDR6 unificada, e que conte com 2 GB ou 4 GB de RAM DDR4 reservados ao sistema operacional, com um SSD de alto desempenho e, pelo menos, 1 TB de armazenamento.

Dito isso, vamos tentar responder a pergunta que dá titulo a esse artigo. Mas antes, vamos deixar algumas coisas bem claras.

 

 

Considerações prévias

 

O PS5 só será lançado em 2020, e com ele tudo o que representa em termos de redução de custos e evolução tecnológica. Tudo pode mudar muito em um ano no mundo da tecnologia, e você precisa levar isso em consideração.

Logo, montar um PC para competir com o PS5 HOJE pode ser muito caro, mas daqui a um ano, nem tanto. E o objetivo aqui é oferecer uma base para quem quer montar um novo PC que não vai ficar obsoleto quando o novo console da Sony chegar, aguentando sem problemas a transição que vai marcar a nova geração de consoles.

Como já aconteceu com a atual geração de consoles, a otimização sempre vai ser um fator que joga a favor, mas vamos tentar buscar com esse guia uma equivalência em termos de potência bruta, com o objetivo de dar forma a um PC preparado para superar a transição geracional de jogos.

 

 

 

Olhando para a potência do PS5

 

A expectativa pelo PS5 gera muita desinformação sobre as suas especificações. Por isso, vamos revisar tudo o que realmente sabemos nesse aspecto sobre o futuro console da Sony:

– Processador Zen 2 octa-core a 1.6 – 3.2 GHz.
– Gráficos Radeon Navi 10, com 2.560 shaders.
– Memória unificada GDDR6, com um total de 16 GB. Pode estar acompanhado de 2 GB ou 4 GB de DDR4 reservados para o sistema operacional (o PS4 Pro conta com 8 GB de GDDR5 unificada e 1 GB de DDR3 reservada ao sistema).
– Unidade SSD de alto desempenho de, pelo menos, 1 TB de armazenamento.

 

 

PS5 equivale a um PC de linha média-alta atual

 

Se o PS5 chegasse ao mercado hoje, ele seria um PC de linha média-alta com algumas abas, já que uma GeForce RTX 2060 é uma placa gráfica de linha média-alta que se diferencia por contar com hardware específico.

Já a Radeon Navi não vai contar com núcleos dedicados para inteligência artificial, e isso vai depender sobre como os desenvolvedores vão trabalhar com tal tecnologia sem grandes perdas de desempenho. O mais provável é que optem por recorrer a uma renderização com upscalling em média resolução, mas nada foi definido.

Agora, vamos para as especificações técnicas desse tal PC, que tem a configuração mais econômica possível, mas sem renunciar ao desempenho em função do preço:

Processador: Ryzen 7 serie 1000, funcionando a 3.8 – 4 GHz. A melhor opção nesse momento é o Ryzen 7 1700 cota-core a 3 – 3.7 GHz.

RAM: pelo menos 16 GB de RAM a 3 GHz.

Placa gráfica: em princípio, uma Radeon RX Vega 64 ou uma GTX 1080. A melhor relação custo/benefício (no momento em que esse post é produzido) é a RTX 2060.

Unidade de armazenamento: em princípio, um SSD SATA III de, pelo menos, 1 TB de armazenamento.

 

 

Notas finais

 

O preço médio de um PC capaz de suportar a transição geracional que vai marcar o PS5 pode variar, dependendo dos componentes escolhidos para completar o conjunto (fonte de alimentação, placa-mãe, torre, etc).

Tudo indica que o PS5 deve custar em torno de US$ 499, um valor bem razoável, mas que precisa ser contextualizado para o ano de 2020, que é quando o console chega ao mercado.

Em um ano, os preços dos componentes para PC também vão cair, de modo que podemos dar como certo que montar um PC equivalente ao PS5 em 2020 não será muito mais barato que custa agora.


Compartilhe