Compartilhe

Logo agora que a Huawei chegou ao Brasil com o seu ótimo Huawei P30 Pro, e o cenário de momento se torna absolutamente incerto. O veto comercial imposto pela administração Donald Trump resultou na saída de parceiros comerciais como Intel, Qualcomm e Google do fornecimento de de produtos e tecnologias para a gigante chinesa.

O caso do Google é o que mais afeta o usuário final. Com a gigante de Mountain View retirando o seu suporte oficial à Huawei, os telefones dos chineses deixam de receber suporte oficial ao Android e acesso a serviços como Google Play Store, Gmail, Mapas, YouTube e demais diretamente relacionados.

E como fica a sua situação, que nesse momento tem um smarpthone da Huawei no bolso? É claro que você está se perguntando como fica a sua situação, uma vez que o Google é dono do sistema operacional Android.

 

 

Eu tenho um smarpthone da Huawei. O que vai acontecer?

 

Do começo.

Na semana passada, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, impôs um veto à Huawei para que ela não pudesse participar do lançamento das redes 5G em território norte-americano. O veto determinava que nenhuma empresa do país possa fornecer produtos ou serviços para a Huawei até que a gigante chinesa conte com a devida autorização para operar nos Estados Unidos.

Google, Intel, Qualcomm e outras empresas fornecedoras de produtos ou serviços de tecnologia decidiram acatar às imposições de Trump, e romperam os atuais acordos comerciais, deixando de fornecer suporte para a Huawei. E, no caso mais específico do Google, os dispositivos da empresa chinesa ficarão sem atualizações.

Mas tal cenário de caos não acontecerá tão cedo. Nesse momento, se você é dono de um smartphone da Huawei, pode respirar tranquilo. O seu aparelho ainda vai receber atualizações… por enquanto.

O grande problema chega mais adiante.

 

 

Nesse momento, tudo vai funcionar normalmente. Mas quando as atualizações futuras que estão previstas não mais forem repassadas para Huawei (tanto para o sistema operacional como para os aplicativos instalados), aí sim o problema começa a afetar você.

Se um smartphone não pode ser atualizado com as soluções de segurança mais recentes e correções pontuais, o usuário fica em risco e exposto às vulnerabilidades que são corrigidas ao longo do tempo. Sempre recomendamos manter os smartphones atualizados com as últimas versões do sistema operacional, e o mesmo vale para os aplicativos.

Para reverter a ausência de atualizações, a Huawei vai precisar criar as suas próprias versões com correções sobre o sistema operacional, baseado na edição do código aberto do Android. Se ela não conseguir, os dispositivos ficarão obsoletos rapidamente.

 

 

Os aplicativos do Google, impraticáveis

 

Outro ponto importante, além da obsolescência do sistema operacional, é que os aplicativos do Google, diante do veto, deixariam de ser atualizados. Ou seja, os apps do Google tão úteis na sua vida nesse momento deixariam de funcionar no seu smartphone da Huawei.

 

 

Google confirma o veto, e Huawei afirma que tem um plano B

 

O Google confirmou aos usuários que está cumprindo com as exigências do governo dos Estados Unidos, mas enquanto isso não acontece, os serviços Google Play e Play Protect continuam funcionando nos dispositivos da Huawei.

Já a Huawei explica que está desenvolvendo o seu próprio sistema operacional para computadores e smartphones, prevendo os efeitos da proibição que agora é efetiva.

De qualquer forma, tudo isso está acontecendo em um momento


Compartilhe