O novo projeto de sistema operacional da Microsoft já disparou as expectativas de muita gente. Aquele que promete ser a evolução direta do Windows 10 não teve muitos detalhes revelados, e nem é chamado de Windows, mas sim de “sistema operacional moderno”.

Entre vazamentos e informações oficiais, já podemos ter uma ideia do que está por vir. E nesse post, compilamos tudo o que se sabe e o que é relativamente confiável sobre o que está por vir no novo sistema operacional da Microsoft.

 

 

As atualizações não serão uma dor de cabeça

 

Os usuários do PC vivem por anos uma relação de amor e ódio com o Windows Update, que é irritante, afeta o desempenho do dispositivo e obriga em muitos casos parar o seu trabalho para ele trabalhar. No novo sistema operacional, as atualizações vão acontecer em segundo plano, sem afetar a sua produtividade e sem interrupções. Finalmente!

 

 

Não será o Windows 10, e vai se parecer mais com o Android

 

Essa é a maior certeza que temos. Esse novo sistema operacional está em desenvolvimento desde 2016, e seria conhecido internamente como Windows Core OS. Esta seria uma plataforma modular universal em todos os dispositivos, onde o Windows é o núcleo de tudo. Ou seja, não apenas PCs receberiam o software. E o mais importante de tudo: o sistema operacional seria muito leve.

O HoloLens 2, o Surface Hub 2X e a próxima geração do Xbox já estariam em desenvolvimento para trabalhar com o Windows Core OS, além de poder rodar programas criados para versões anteriores do SO. Se a Microsoft conseguir isso, pode alcançar algo que nunca conseguiu com o Windows Mobile.

 

 

 

Terá algo irritante do macOS

 

Os usuários sempre tiveram acesso aos arquivos do sistema, e isso deixou brechas de segurança que o novo Windows não vai ter. Ele vai imitar a lógica do iOS e macOS, restringindo o acesso ao usuário, que não mais poderá alterar os arquivos cruciais do registro do sistema operacional. Isso fará com que o ransomware, o malware e os vírus não serão uma ameaça mais grave. Por outro lado, vamos perder um pouco de liberdade.

 

 

A nuvem e a Inteligência Artificial farão tudo

 

O Windows Core OS terá boa parte do seu funcionamento baseado na capacidade de processamento do seu hardware. Será compatível com as redes 4G e 5G, além de ficar conectado o tempo todo com a nuvem da Microsoft e sua plataforma de inteligência artificial. E isso só pode significar uma coisa: Cortana.

 

Todos os demais rumores estão no limbo da credibilidade. Mas tais informações que encontramos nesse post dão suporte o suficiente para vislumbrar o que veremos no novo sistema operacional da Microsoft.