O novo TIM Beta a partir de agosto de 2020

Compartilhe

Parece que agora vai!

Os usuários do TIM Beta, que tanto esperavam por mudanças no serviço, estão sendo notificados sobre as novidades que a TIM preparou para o mês de agosto, principalmente nas renovações de pacotes de dados.

Os três planos do serviço estão mantidos: Beta Basic, Beta e Beta Lab, mas todos os planos agora recebem tarifas para dados adicionais após o término da franquia, entregando (na teoria) uma maior flexibilidade para os usuários na hora de obter essa franquia extra. Por outro lado, não está claro se a cobrança e renovação de internet vão acontecer de forma automática (com base no saldo que o cliente ainda tem na sua linha), ou se o usuário terá que ativar o pacote extra manualmente, adquirindo os dados adicionais via aplicativo Meu TIM ou via SMS.

Pelo menos na teoria, nada mudou nos valores das ofertas semanal (R$ 10) e mensal (R$ 55), e esse é um item que não deve mudar tão cedo, caso a TIM queira manter a sua base de clientes.

 

 

 

Veja abaixo a tabela completa dos valores

 

TIM Beta Basic

Franquia de DadosValor
5,05 MBR$ 0,10
10,1 MBR$ 0,20
15,15 MBR$ 0,30
20,2 MBR$ 0,40
25,25 MBR$ 0,50
30,3 MBR$ 0,60
35,35 MBR$ 0,70
40,4 MBR$ 0,80
45,45 MBR$ 0,90
50 MBR$ 0,99

TIM Beta

Franquia de DadosValor
14,28 MBR$ 0,10
28,56 MBR$ 0,20
42,84 MBR$ 0,30
57,12 MBR$ 0,40
71,4 MBR$ 0,50
85,68 MBR$ 0,60
100 MBR$ 0,70

TIM Beta Lab

Franquia de DadosValor
20 MBR$ 0,10
40 MBR$ 0,20
60 MBR$ 0,30
80 MBR$ 0,40
100 MBR$ 0,50

 

 

A seguir, vamos resumir os principais destaques do novo TIM Beta, além de mencionar alguns dos planos da TIM para os seus serviços de telefonia para o segundo semestre de 2020.

 

 

 

Mais conteúdo para o TIM Beta

 

Além do Babbel (aplicativo para aprender idiomas) que foi adicionado em fevereiro de 2020, o TIM Beta deve receber mais conteúdos para agregar valor aos planos. Nada foi mencionado até agora, mas se a TIM for um pouco esperta e quer valorizar o plano um pouco mais (convenhamos: o TIM Beta já foi melhor, e hoje ficou para trás), os serviços de streaming sem cobrança de franquia e outros conteúdos de entretenimento devem fazer parte do plano no futuro.

 

 

 

Quer mais internet? Pague a mais por isso!

 

Não é a primeira vez que eu menciono isso no blog. Para a TIM, se você quer mais gigas no seu plano de internet, tem que pagar a mais por isso. E a operadora reforçou esse conceito ao apresentar os seus resultados financeiros do segundo trimestre de 2020.

A TIM, de forma oficial, não vai mais mais disputar com a concorrência para oferecer uma maior quantidade de internet pelo menor preço. No lugar, vai apostar nos Serviços de Valor Agregado (SVAs), ou seja, foco no atendimento ao cliente, aplicativos com zero rating e conteúdos diferenciados.

Não sei… ainda acho que os clientes preferem uma melhor relação custo-benefício, ou até mesmo pagar um valor menor para ter mais internet… mas… só acho!

 

 

 

Vai ficar mais fácil ser um TIM Beta

 

 

O TIM Beta custar R$ 55 por mês torna o plano mais caro do que o pré-pago tradicional e alguns planos controle disponíveis na própria TIM ou pela concorrência. E a TIM, pelo visto, acha isso ótimo.

A ideia da TIM é manter o Beta como um plano restrito para o público mais jovem e digital, com interesses específicos (consumo de internet), o que indica que a operadora vai manter o plano “desfavorável de propósito” para quem quer todas as suas expectativas atendidas em um plano de telefonia.

De qualquer forma, vai ser mais fácil aderir ao plano TIM Beta, mas sem uma flexibilização total para evitar uma migração em massa. Muitos clientes dos planos pós-pago poderiam trocar de plano, e a TIM não quer isso, pois pode perder as generosas margens de lucro que os clientes pós-pago oferecem.

Outra novidade é que novas categorias de pontuação do Blablablâmetro serão apresentadas, para facilitar a vida dos usuários que querem obter os benefícios dos planos mais completos (e mais caros).

 

 

 

Por que você não gosta mais do WhatsApp, dona TIM?

 

Todos os planos da TIM perderam o benefício de não desconto de dados da franquia nas chamadas de voz do WhatsApp, e a operadora alega que a decisão foi tomada em função dos custos (que mudaram) e a tecnologia de voz tradicional evoluiu, com o VoLTE com qualidade superior. Também foi levado em consideração a utilização de dados do aplicativo na formulação dos planos, além de oferecer ao usuário a “liberdade” em usar a internet como preferir.

A mesma “liberdade” já foi adotada nos planos pós-pago, que perdeu a franquia exclusiva de uso nos apps Netflix, YouTube, Looke, Cartoon Network Já e Esporte Interativo Plus.

Lembrando que outras operadoras não cobram o consumo de franquia de dados nos principais serviços de streaming, sem falar que os pacotes de dados são ainda mais generosos que aqueles oferecidos pela TIM, e com acúmulo de franquia de dados não utilizados para o mês seguinte.

As redes sociais (Facebook, Instagram e Twitter) seguem com dados ilimitados e, para a operadora, vai ser mais interessante no futuro oferecer um pacote de dados mais generoso e permitir que o cliente use esses dados como quiser, apontando para o fim do zero rating em todos os aplicativos.

 

 

 

O que aprendemos com tudo isso?

 

Que, na prática, pouca coisa mudou no TIM Beta.

A grande novidade é a maior flexibilidade na hora de utilizar dados adicionais quando a franquia principal chegar ao fim, o que nada mais é do que outra maneira da TIM capitalizar em cima dos usuários do TIM Beta. Não houve aumento no pacote de dados (e, pelas declarações recentes, isso não deve acontecer tão cedo), e a cobrança de franquia com o WhatsApp é uma perda considerável, já que este é o aplicativo de mensagens instantâneas mais utilizado pelos usuários.

Ainda entendo que o sonho da TIM é realmente acabar com o TIM Beta no futuro. Até mesmo a alegação do plano ser focado no público gaming não cola mais. A concorrência oferece pacotes de dados igualmente interessantes com preços semelhantes ou um pouco menores, e o que a operadora relegou o seu tão desejado plano dos convites é uma situação de semi abandono.

A maior oferta de convites pode aumentar o número de usuários dentro do plano, mas não acredito que vai ajudar a sustentar o serviço a médio e longo prazo.

Mas eu posso estar errado. O futuro (daqui a cinco anos, no mínimo) vai dizer.

 

 

Via Tecnoblog, Minha Operadora


Compartilhe