O melhor app de videochamadas, conforme o tipo de uso

Compartilhe

Os aplicativos e serviços de videochamadas dispararam no volume de downloads nos últimos dias por causa da pandemia do coronavírus. Porém, para muitos, não está fácil encontrar a plataforma ideal, pois nem todas oferecem as mesmas vantagens ou flexibilidade.

Para ajudar na escolha, temos nesse post algumas aplicativas para as diferentes situações, e sem muitas complicações.

 

 

 

Os apps mais diretos e simples

 

 

O WhatsApp é, de um modo geral, a melhor recomendação para praticamente qualquer usuário que quer fazer uma videochamada simples e direta, justamente por sua simplicidade. É a plataforma ideal para os seus avós, por exemplo.

Ele permite chamadas em grupo (até quatro pessoas no máximo), mas tem como barreira ser exclusivo para smartphones (não funciona na versão web).

De forma adicional, o FaceTime é a melhor opção para o iOS, pois funciona de forma nativa no iPhone, iPad e Mac.

 

 

 

Menor consumo de dados vs melhor relação imagem/consumo

 

 

O FaceTime é o aplicativo que menos consome dados de um modo geral, e ele deve ser a escolha para quem tem tarifas de dados reduzias ou possui uma rede WiFi com baixa velocidade (10 minutos de chamada consomem 31.6 MB, ou 0.19 GB por hora). Em troca, você tem nesse app a pior qualidade de imagem entre todas as alternativas analisadas.

Por outro lado, o Houseparty, pouco conhecido no Brasil, tem a melhor relação consumo/qualidade de imagem (103 MB a cada 10 minutos de chamada).

 

 

 

O que dispensa instalação de apps ou registro no PC

 

 

O Jitsi é um serviço de videochamadas e mensagens instantâneas multiplataforma gratuito e de código aberto. Ele funciona pelo navegador: basta acessar o endereço http://meet.jit.si e criar um ‘meeting’, sem limite de participantes. Ninguém precisa fazer registro ou instalar um aplicativo no desktop.

Os usuários de smartphones precisam instalar um aplicativo para Android ou iOS para entrar na chamada, mas não precisam fazer registro. Basta acessar o link da chamada. O Jitsi também permite intervenções, como uma espécie de ‘levantar a mão para falar’, tal e como um aluno faria na sala de aula. Isso, unido ao compartilhamento de tela, faz dessa plataforma a ideal para grupos de estudo ou até mesmo aulas escolares.

De quebra, o Jitsi salva as sessões de vídeo em contas do Dropbox, para que outras pessoas possam visualizar aquela aula em um momento posterior.

O Zoom é outra grande alternativa, mas o seu plano gratuito tem um limite de 100 pessoas e 40 minutos por reunião. Também permite a gravação das sessões e oferece lousa virtual para anotações. É bem vindo para equipes de trabalho.

 

 

 

O melhor para o teletrabalho e envio de arquivos

 

 

O Microsoft Teams é o melhor para o teletrabalho em equipe, onde normalmente os profissionais estariam juntos em um escritório. Seu grande lado positivo é salvar um histórico e a lista de todos os arquivos enviados pelos membros da equipe.

Ele é mais que suficiente para a maioria dos usuários. Além das videochamadas, é possível enviar arquivos sem mudança de serviço, e em diferentes canais que estão bem organizados. A versão freemium (disponível pela Microsoft por seis meses) permite videoconferências de até 250 participantes, permite gravação e compartilhamento de tela, e pode trabalhar com o Skype, que também permite chamadas com envio de arquivos com até 300 MB.

 

 

 

O melhor em qualidade de imagem

 

 

O Google Hangouts não é a melhor plataforma de videochamadas, e pode parecer complexo para algumas pessoas. E o Google não fez o aplicativo emplacar junto ao grande público. Mas é o serviço que oferece a melhor qualidade de imagem. Porém, essa qualidade toda de imagem chega com sacrifícios. O consumo de dados é muito elevado em comparação com outras alternativas.

 

 

 

O melhor para jogar

 

 

O Houseparty era um desconhecido, mas o coronavírus deu protagonismo ao app na App Store e na Googel Play Store. Além da sua boa qualidade de imagem, ele se destaca por ser comprado pela Epic Games, recebendo assim um claro foco nos jogos durante as chamadas de vídeo. São jogos simples, mas perfeitos para matar o tédio durante os dias de quarentena.


Compartilhe