Press "Enter" to skip to content
Você está em | Home | Análises e Reviews | O lado bom (e o ruim) do OnePlus 12

O lado bom (e o ruim) do OnePlus 12

Compartilhe

O OnePlus 12 chegou ao mercado com o objetivo de ser um dos melhores smartphones de 2024, uma missão que passa longe de ser fácil, considerando os seus concorrentes de preço.

Será que ele realmente vale a pena? Sei que a OnePlus faz smartphones interessantes, mas… o quão bom o OnePlus 12 pode ser para me convencer a escolher ele no lugar de um Samsung, Motorola ou Xiaomi?

Nesta análise, vamos detalhar quatro pontos positivos e três negativos do OnePlus 12, para te ajudar a tomar a decisão de compra ideal. Ou para que você desista do dispositivo.

 

Os pontos positivos do OnePlus 12

O OnePlus 12 chama a atenção pelo seu design, com duas opções de cores e traseira de vidro texturizada, deixando o seu agarre mais agradável.

Não dá para não notar o conjunto de câmeras na parte traseira, que consegue se integrar bem à sua estética.

O processador Snapdragon 8 Gen 3 da Qualcomm garante ao OnePlus 12 o melhor desempenho possível em qualquer tipo de tarefa, beneficiando ao multitarefa e na execução dos aplicativos mais exigentes.

Sua bateria de 5.400 mAh está acima da média da concorrência, o que deve entregar mais de um dia de uso longe da tomada. Além disso, o OnePlus 12 é compatível com a carga rápida de 100W e com o carregamento sem fio de 50W, permitindo que você perca menos tempo enquanto espera o telefone ficar pronto para uma nova sessão de uso.

E as câmeras que recebem a tecnologia Hasselblad entregam fotos de excelente qualidade, com bom alcance dinâmico, colorimetria e contraste, principalmente nos registros com luz natural ou perfeita luminosidade.

 

Os pontos negativos do OnePlus 12

Nem tudo são flores no OnePlus 12, pois não existe dispositivo perfeito no mundo da tecnologia.

Algumas pessoas reclamam do fato do OxygenOS perder parte de sua exclusividade e funções de personalização quando a OnePlus se fundiu com a OPPO.

Não vejo isso exatamente como um problema, mas é um ponto a ser observado, pois a decisão exige que os desenvolvedores gastem mais tempo na adaptação da interface para um número maior de dispositivos.

A interface atual é fluída e funcional, mas muito parecida com a ColorOS, exigindo uma curva de aprendizado de quem estava acostumado com a OxygenOS.

Na parte das câmeras, mesmo com todas as melhorias em relação à geração anterior, o OnePlus 12 (infelizmente) herda o excesso de ruído e falta de nitidez em ambientes com pouca luz, algo que foi detectado no OnePlus 11.

Aparentemente, essa questão não foi resolvida, o que é uma pena para um dispositivo top de linha como esse.

Além disso, em algumas situações, as imagens também podem apresentar um tom amarelado, o que afeta o realismo das fotos noturnas.

Por fim, o OnePlus 12 tende a ser mais caro que alguns dos seus concorrentes, já que o dispositivo só estará disponível no Brasil através do processo de importação.

E como você bem sabe, os impostos que serão cobrados por ele deixarão o dispositivo menos atraente ou inviável para a sua aquisição.

De qualquer forma, lá fora ele custa MENOS que a maioria dos principais telefones top de linha do mercado. Para quem vai arriscar, ou para aqueles que vão comprar para uso pessoal, ainda pode ser um bom negócio.

 

Conclusão

No final das contas, o OnePlus 12 é um smartphone equilibrado, com pontos positivos e negativos. Tal e como a esmagadora maioria dos telefones disponíveis no mercado.

É fundamental considerar suas prioridades antes de realizar o investimento. Por outro lado, com o preço menor em relação aos seus concorrentes, ele tem tudo para ser uma das melhores relações custo-benefício do mercado em 2024.

Para quem busca um smartphone com ótimo desempenho, boa bateria e qualidade de imagem superior para as tarefas do dia a dia (e também para alguns jogos), o OnePlus 12 é uma opção a ser considerada.

Se você conseguir ignorar os problemas nas fotos noturnas e o software excessivamente personalizado, dá para pensar nele como o seu próximo smartphone.

Agora, se você precisa de boas fotos noturnas, descarte o modelo logo de cara. Ele não foi feito para você.


Compartilhe