Um recente relatório da Counterpoint afirma que o iPhone X sozinho acumulou 35% dos lucros da indústria de smartphones no quarto trimestre de 2017, onde a Apple acumulou 86% dos lucros de toda a indústria.

Ou seja, os demais smartphones Android acumularam 14% dos lucros. Em outras palavras, o iPhone X sozinho gerou mais que o dobro dos lucros dos demais smartphones juntos.

Isso não é novidade. Bem sabemos que apenas os smartphones top de linha podem gerar lucros importnates. E ainda que os fabricantes Android vendam muito mais smartphones que a Apple, apenas a gigante de Cupertino consegue encontrar uma forma de obter grandes lucros com os seus smartphones.

Por outro lado, as gerações mais antigas do iPhone geram mais lucros que alguns dos smartphones top de linha de certos fabricantes Android.

As vendas globais de smartphones foram reduzidas em 1% em um ano, mas a Apple cresceu 1% no período, mesmo com o iPhone X só chegar ao mercado no último trimestre de 2017. Ele, zoinho, gerou 21% das receitas da Apple, e 35% dos lucros totais da empresa no período.

 

 

O relatório da Counterpoint também revela o crescimento da rentabilidade dos fabricantes chineses, que acumularam US$ 1.3 bilhão no quarto trimestre de 2017, por conta de uma maior proporção de smartphones de linhas média e alta. O preço médio de venda também aumentou em um ano, onde fabricantes como Huawei, Oppo e Vivo buscaram aumentar a faixa de preço, aproveitando suas capacidades de fabricação e incorporando inovação aos dispositivos.

Quem pode se prejudicar com tal estratégia a longo prazo é a Samsung. A demanda de smartphones alcançou o seu topo, e a falta de inovação está prolongando o período de renovação dos dispositivos.

A Samsung vai enfrentar mais concorrentes mais fortes, que podem fazer com que sua fatia de mercado diminua consideravelmente.

 

Via Counterpoint