Erros acontecem. Falhas acontecem. Falhas em aplicativos, então… são onde encontramos os maiores índices de falhas. Mas… o que aconteceu com o iFood nesse final de semana?

Foi a farra do boi. A casa da Mãe Joana. O Natal antecipado.

Por uma falha de sistema (obviamente, porque nenhum estagiário arriscaria o seu emprego e a sua vida trollando o serviço dessa forma) na madrugada da última sexta-feira para sábado (15), o iFood começou a oferecer cupons de desconto nos valores de R$ 15, R$ 30 e R$ 45, com o detalhe que eram cupons que poderiam ser usados várias vezes.

Resultado: como o brasileiro não tem noção das coisas e não sabe brincar, vários pedidos foram lançados, e os cupons foram utilizados em sequência, sem dó, nem piedade.

Foram mais de 30 mil pedidos fechados em diferentes lojas, com os resultados simplesmente devastadores. Ou os pedidos saíam de graça, ou eles custavam valores ridículos. Em muitos casos, você só precisava pagar a taxa de entrega para receber o seu pedido, e nada mais.

 

 

Em comunicado, o iFood pediu desculpas pelo o ocorrido (tem que pedir desculpas para os donos dos restaurantes, lanchonetes e pizzarias, que se viram completamente vendidos nessa), e vai tentar minimizar os danos resultantes dessa falha bizarra no sistema.

Alguns estabelecimentos chegaram a receber até 800 pedidos naquela madrugada. Já outros tiveram que cancelar os pedidos por causa da forte demanda repentina.

Os cupons foram desativados pelo iFood no sábado, e o valor estimado em cupuns utilizados seria de R$ 1.35 milhão (considerando o desconto máximo de R$ 45). Porém, os prejuízos ainda são calculados pela empresa.

 

 

A melhor parte é que a conta do iFood nas redes sociais soube ter bom humor ao lidar com o problema, e a própria empresa está se valendo da transparência em admitir o erro e tentar sanar eventuais prejuízos.

Ponto para eles!

 

Via Metrópoles, Band