TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia O glossário básico do streaming de vídeo | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Dicas, Truques e Macetes | O glossário básico do streaming de vídeo

O glossário básico do streaming de vídeo

Compartilhe

O mundo do streaming é algo relativamente novo para a maioria dos usuários de tecnologia, e eu sei que tem muitos leitores do blog que estão interessados em entrar nesse segmento de mídia.

Os principias influenciadores digitais da atualidade começara como streamers de games ou youtubers, e todo mundo anseia por um lugar ao sol. Dito isso, é mais do que natural que um número ainda maior de pessoas se interesse na produção de conteúdo nesses formatos.

Se você quer triunfar no mundo do streaming, é preciso conhecer muito bem o léxico utilizado em plataformas como Twitch ou YouTube. Por isso, vamos deixar neste artigo o glossário mais básico deste universo.

 

Um dicionário construído ao longo de décadas

Pode parecer algo óbvio o que eu vou escrever aqui, mas existe uma enorme diferença entre assistir uma transmissão ao vivo do conforto do sofá da sala ou da cama (evitando deixar o smartphone cair na cara) e ser um produtor de conteúdo dentro do Twitch e do YouTube.

Além de todo o investimento em equipamentos e na pesquisa sobre o conteúdo a ser compartilhado, é preciso ter o conhecimento técnico para realizar essa atividade. E parte desse conhecimento está diretamente relacionado com os termos utilizados dentro da atividade do streaming de conteúdo ao vivo.

Os produtores de conteúdo dentro das plataformas levaram décadas para construir um autêntico dicionário específico para essa atividade. Dentro desse glossário, estão englobadas todas as questões técnicas que podem aparecer durante uma transmissão ao vivo pela internet.

Aqui, estão determinadas de forma bem clara as fronteiras entre o streaming pela internet e a transmissão ao vivo por rádio ou TV. E você não precisa conhecer todos os termos indicados neste artigo para ser um streamer de sucesso. O normal é que alguém faça o trabalho mais pesado por você nas questões técnicas.

Porém, para estabelecer um bom diálogo com os profissionais que vão ajudar você no futuro a colocar o seu conteúdo na internet, saber o básico dessa terminologia sempre pode ajudar.

A partir de agora, vamos apresentar o dicionário básico que todo streamer deve saber para começar a brincar com as transmissões ao vivo na internet.

 

O glossário do streaming para Twitch e YouTube

  • Streaming Adaptativo: Quando um reprodutor de vídeo ou programa ajusta a qualidade do conteúdo que está sendo transmitido com base na velocidade da conexão de Internet do visualizador. Quanto mais rápida a velocidade, maior a qualidade.
  • Advanced Audio Coding (AAC): O codec de áudio mais comum para vídeo online e streaming ao vivo.
  • Aspect Ratio: Relação entre a largura e a altura de um vídeo. As proporções padrão para transmissões são 4:3 e 16:9.
  • Autoarquivamento: Também conhecido como gravação ao vivo, é a gravação automática de uma transmissão ao vivo para que seja arquivada e disponibilizada após a transmissão. Ótimo para fazer boas montagens após o show ao vivo.
  • Largura de banda: Quantidade de dados transferidos em um determinado momento. Geralmente é medido em kilobits, megabits ou gigabytes.
  • Bitrate: Bits são unidades de dados que compõem uma foto ou vídeo. A taxa de bits mede a velocidade de uma transferência de upload/download.
  • Buffering: o buffering pode ser causado por largura de banda baixa e é um atraso durante o processo de pré-carregamento de dados.
  • Placa de captura: Uma peça de hardware geralmente chamada de placa de captura que converte e transmite vídeo na tela para um computador para codificação. Algumas placas de captura também cuidam da codificação.
  • Codec: Dispositivo ou software capaz de codificar ou decodificar informações de áudio e vídeo digital.
  • Compactação: a compactação de vídeo reduz o número de bits necessários para um vídeo. É possível reduzir o tamanho dos dados brutos em até mil vezes.
  • Criptografia: O processo de conversão de seu stream em um formato que pode ser usado na Internet para as pessoas verem. A codificação geralmente é feita por meio de software como OBS ou por meio de um codificador de hardware.
  • Quadros por segundo (FPS): a frequência, por segundo, dos quadros de vídeo que aparecem na tela. Quanto mais FPS, mais suave o vídeo aparecerá.
  • Tela verde ou croma: Cenário físico que pode ser substituído digitalmente; frequentemente usado para remover o fundo de um streamer na câmera.
  • H.264: Codec de vídeo usado para gravar, compactar e distribuir vídeo.
  • Alta Definição (HD): Uma resolução que produz vídeo de alta qualidade. As resoluções HD são geralmente 720p ou 1080p.
  • Latência: A diferença de tempo entre a transmissão em tempo real e a transmissão online. Alta latência significa que há um atraso maior entre quando algo é transmitido e quando é recebido pelo usuário final.
  • Compressão sem perdas: Compressão de vídeo e áudio que mantém toda a qualidade da fonte de dados original.
  • OBS: Software popular e gratuito para gravação de vídeo e transmissão ao vivo.
  • Picture-in-Picture (PiP): visualize várias fontes de vídeo ao mesmo tempo em uma tela.
  • Ping: Um teste de sinal para ver a velocidade com que um servidor está recebendo dados, geralmente medido em milissegundos.
  • Resolução: O número de pixels em uma tela. Por exemplo, 1080p (Full HD) é 1920 x 1080 pixels.
  • Simulcasting: Transmissão de uma única transmissão ao vivo para vários canais.
  • Definição padrão (SD): resolução de qualidade padrão (geralmente 720 x 480 pixels).
  • Chave de streaming: token exclusivo que permite conectar-se a um servidor de streaming.

 

Lembrando sempre que…

Tudo o que apresentamos neste artigo é o básico do básico para você não ficar perdido na hora de trabalhar com o streaming na internet. Conhecendo a maioria desses termos, você não vai ficar perdido na hora de conversar com algum profissional responsável pela parte técnica da transmissão do seu conteúdo.

Assim como acontece com tudo nessa vida, você precisa conhecer algumas coisas para ajudar a resolver problemas técnicos importantes. Por outro lado, se você está na internet a algum tempo, certamente já conhece a grande maioria dos termos apresentados, e não terá maiores problemas para avançar com o seu projeto na internet.

Boa sorte!


Compartilhe