facebook

Muito se especula sobre o Facebook ouvir as conversas dos usuários nos dispositivos móveis para oferecer anúncios direcionados, baseados nas suas conversas.

A rede social de Mark Zuckerberg sempre negou a prática, mas os rumores nunca desapareceram. Fato é que as empresas conseguem informações de usuários para apresentar publicidade direcionada de forma muito variada e, em alguns casos, obscura. Vários métodos são adotados para tal prática.

Mas recentemente, PJ Vogt, apresentador do podcast Reply All, solicitou aos seus ouvintes que dessem a sua opinião se o Facebook os escutava e recolhia informações de suas conversas.

O vice-presidente da área de publicidade do Facebook, Rob Goldman, negou a prática. Porém, vários são os cados de usuários que mostram que o Facebook os escutava, deixando exemplos reais dos casos nas redes sociais.

Fato é que não existem provas de que o Facebook está fazendo isso, e muito provavelmente tais anúncios sempre estiveram presentes sem que os usuários reparassem neles.

Por outro lado, também não há provas de que isso não está acontecendo. Os apps móveis da rede social tem acesso ao microfone, logo, podem registrar conversas.

Fato é que a dúvida sempre existiu e sempre estará presente, com provas para os dois lados. E, por enquanto, não alcançamos qualquer conclusão.