Press "Enter" to skip to content
Você está em | Home | Software | O drama dos requisitos mínimos para a instalação do Windows 11 continua

O drama dos requisitos mínimos para a instalação do Windows 11 continua

Compartilhe

A novela continua. E tudo indica que está longe de terminar.

O Windows 7 e o Windows 8.1 morreram de forma oficial, e para muitos usuários, poucas alternativas estão disponíveis neste momento.

A grande minoria pode atualizar os seus atuais equipamentos com o Windows 11. A maioria ou terá que instalar o Linux nos antigos equipamentos e seguir com a vida de forma mais independente, ou terá que colocar a mão no bolso para comprar um novo computador já com o novo sistema operacional da Microsoft.

Em todos os casos, o grande vilão dos usuários está na problemática política de requisitos técnicos exigidos pela Microsoft para quem um computador possa receber o Windows 11.

Algo que ainda é considerado incompreensível para muita gente.

 

A desculpa sobre “a segurança do computador” não convence

A Microsoft alega que ficou mais exigente nos requisitos técnicos do Windows 11 em nome da segurança dos dados dos usuários armazenados nos equipamentos. E isso é uma meia verdade.

Por um lado, a Microsoft quer vender mais unidades de computadores com Windows 11, e uma das alternativas encontradas é deixar mais exigente a lista de especificações mínimas para a atualização dos equipamentos.

Por outro lado, de nada adianta se o usuário atualiza o sistema operacional se ele não atualizar os programas instalados no equipamento. A brecha de segurança permanece, e pode se tornar tão grave quanto uma vulnerabilidade do sistema que gerencia o computador.

O problema é que o cenário está ficando cada vez mais limitante para os usuários de computadores antigos. O Windows 7 e Windows 8.1 foram oficialmente descontinuados, e o mesmo vai acontecer com o Windows 10 em 2025, com o fim das atualizações de correção de falhas e anormalidades.

Depois disso, ou o usuário vai para o Linux, ou fica com o Windows 11 ou instala o Windows 12, que deve estar a caminho, de acordo com os rumores recentes.

 

Tudo isso pode ser puro drama da Microsoft

Existem os detratores dessa política nefasta de atualizações do Windows 11 que estão acusando a Microsoft de fazer puro drama para forçar os usuários a trocar de equipamentos em massa.

Essa teoria é cada vez menos absurda, principalmente quando olhamos para os equipamentos que neste momento funcionam muito bem com o Windows 10, mas que ficam de fora da atualização para o Windows 11 por conta dos requisitos técnicos estabelecidos pela Microsoft.

Isso é algo controverso, pois a grande maioria dos computadores que hoje estão com o Windows 10 em pleno funcionamento poderiam funcionar com o Windows 11 sem maiores problemas. A prova disso é que vários usuários estão driblando as hipotéticas limitações e instalando a nova versão do sistema operacional, que está rodando muito bem nesses computadores.

A Microsoft poderia sim limitar alguns recursos do Windows 11 para os computadores que não contassem com todos os requisitos técnicos para suportar a nova versão de forma plena, principalmente no caso do chip TPM 2.0. Isso até seria justo.

Agora, limitar por completo a instalação do novo software apenas e tão somente porque o computador não possui esse ou aquele requisito é um verdadeiro exagero por parte da turma de Redmond.

O cenário de momento deixou apenas duas versões do Windows com suporte oficial e, mesmo assim, uma delas deixa de funcionar em 2025. E o cenário das limitações de especificações técnicas para a instalação do Windows 11 é tão sério, que chegou a afetar os próprios funcionários da Microsoft em casos pontuais.

Tudo indica que este problema não será resolvido tão cedo, mesmo com a Microsoft flexibilizando os requisitos mínimos para a instalação do Windows 11 nos computadores. E, mesmo assim, a gigante de Redmond ‘lava as mãos’ para possíveis consequências se o usuário realizar essa instalação flexibilizada.

Ou seja, quem quer atualizar o computador para o Windows 11 não pode porque a Microsoft não deixa. E quem tentar atualizar assim mesmo não terá suporte da Microsoft se algum problema acontecer no futuro com o usuário.

Conseguiu perceber a estratégia da Microsoft neste caso? A empresa está fazendo de tudo para você comprar um computador novo com Windows 11, já que as alternativas de momento são propositalmente restritas ou limitadas.

Lembrando: você pode instalar uma distribuição Linux ou até mesmo o Chrome OS e seguir com a vida, sem precisar participar do jogo de gosto duvidoso estabelecido pela Microsoft.

A escolha, pra variar, é sua.


Compartilhe