windows 10

Spectre e Meltdown são duas importantes falhas de segurança, que estão em evidência nos últimos dias. Uma simples atualização do microcódigo não resolve, e os responsáveis pelos principais sistemas operacionais do mercado tiveram que se virar para achar uma solução.

A Microsoft já liberou uma correção de emergência para Windows 10, Windows 8.1 e Windows 7. Mas… como isso afeitou o desempenho dos processadores Intel?

Muita gente está se perguntando isso, e depois de algumas horas desde o lançamento do parche, os primeiros comparativos de desempenho pipocam na internet.

O gráfico presente nesse post mostra um total de seis jogos analisados com um equipamento com as seguintes configurações:

– CPU Intel Core i7 4930K com seis núcleos e overclock a 4.2 GHz.
– 8 GB de RAM.
– Placa gráfica GTX 980 TI de 6 GB.
– Windows 10 de 64 bits.

 

 

As cores diferentes permitem a visualização do desempenho desse equipamento em jogos como PlayerUnknown’s Battlegrounds, Assassin’s Creed Origins, Star Wars Battlefront 2, Need for Speed Payback, Destiny 2 e The Evil Within 2 antes e depois da correção.

Todos foram configurados em resolução 720p e qualidade máxima para evitar que a GPU atue como gargalo, deixando que a CPU faça toda a diferença.

Na cor amarela e turquesa, temos os FPS mínimos e médios de cada jogo antes da correção contra o Spectre e Meltdown, e em vermelho e azul os mínimos e médios depois da correção. Na maioria dos casos, não se aprecia uma perda de desempenho, ficando dentro do que podemos considerar como margem de erro normal nessas medições.

Porém, há um detalhe importante: em jogos que fazem uso intensivo da CPU, como Assassin’s Creed: Origins e PUBG, há uma diferença mais acentuada, o que confirma uma leve perda de desempenho.

Isso sugere que, de forma efetiva, há uma queda de desempenho, mas muito pequena e que só se nota em jogos que realmente exigem uma alta potência de CPU.

Por outro lado, o Core i7-4930K é um processador muito potente, que dá e sobra para qualquer jogo atual. De modo que a perda de desempenho será mais evidente em processadores menos potentes.

 

Via DSOGaming