O app com IA que transforma o seu rosto em personagem de anime

Compartilhe

Vem aí mais uma ameaça para o reinado do FaceApp. Um novo aplicativo se vale da Inteligência Artificial para fazer pressão no mercado de modificação de faces das pessoas, com o diferencial de transformar a selfie em um personagem de anime.

 

 

Mais opções para transformações faciais

 

Este aplicativo foi desenvolvido pela empresa especializada em videogames NCSoft, mais conhecidos por publicar jogos como Guild Wars. Eles liberaram o código do app online e explicaram como tudo funciona, fazendo não apenas que o usuário veja o seu rosto como uma caricatura, mas também que converta a foto do seu cachorro em um gato.

A forma em como esta inteligência artificial consegue fazer tudo isso é por meio de uma arquitetura de aprendizagem automática, que recebe o nome de Generative Adversarial Networks. E ainda que eles não sejam os criadores dessa GAN, os responsáveis pelo aplicativo souberam se aproveitar ao máximo de seus benefícios.

Com as Generative Adversarial Networks, esta Inteligência Artificial começou a aprender a partir do treinamento de entradas, que incluem rostos humanos e caras de animais, e encontra similaridades entre as duas. Dessa forma, a IA consegue adequar as feições do rosto ao desenho de caricatura, incluindo também o corte de cabelo.

 

 

Sobre as mudanças de cachorro para gato (e vice versa), a Inteligência Artificial estuda rostos de diferentes tipos de cachorros e gatos, comparando características importantes como olhos, nariz e cor do pelo e, com isso, consegue mudar a espécie do seu mascote.

Por outro lado, não existe um sistema já estabelecido para poder ir diretamente e subir sua foto. A única foma de fazer isso é utilizar o código por sua conta ao saber alguma coisa de programação. Mesmo assim, o seu código está aberto, o que indica que podemos encontrar esse recurso em algum aplicativo em um futuro próximo.

De qualquer forma, parece que os desenvolvedores tomaram gosto em apresentar softwares que podem modificar fotos originais em outras alternativas, não importa o que. E esta pode ser uma das febres que veremos no futuro em larga escala.

 

Via Vice


Compartilhe