Compartilhe

A partir de hoje (1), o último post do dia será um resumo das principais notícias de tecnologia do dia (isso é, se nenhuma bomba ou lançamento acontecer após o horário comercial). É uma forma de não abandonar o nosso DNA jornalístico, ao mesmo tempo em que você pode ficar bem informado.

 

 

As principais notícias de tecnologia de 1 de julho de 2019

 

Os EUA derrubaram o veto contra a Huawei, mas não retirou a empresa da Entity List. O reflexo disso é que a gigante chinesa só poderá adquirir componentes tecnológicos e software que estão disponíveis em todo o mundo. Isso pode mudar se a Huawei finalmente sair da tal lista negra do Trump. +info

Sasha Levin, desenvolvedor do kernel Linux da Microsoft, confirmou o que era algo impensável em um passado distante: o uso do Linux no Azure ultrapassou ao do Windows. E isso aconteceu porque finalmente o Windows 10 superou o Windows 7 nesse aspecto. Mesmo assim, algo histórico. +info

A administração Donald Trump considera aplicar a proibição da codificação ponta a ponta. Uma reunião do alto escalão na Casa Branca com representantes de várias agências federais buscam uma posição comum para levar a proposta que pode obrigar as empresas norte-americanas ou as que trabalham no país a eliminar esta medida de segurança. +info

A Apple vai trocar placas defeituosas de MacBooks Air de 2018. Certas unidades do notebook com tela Retina de 13 polegadas apresentam um defeito na placa principal e terão o componente substituído sem custo. +info

Um apagão de energia inesperado na província de Yokkaichi (Japão) ocorrido no dia 15 de junho afetou uma fábrica de produção de memórias NAND, onde dois dos seus principais clientes são a Western Digital e a Toshiba, que produzem chips de memória que acabam em produtos como unidades SSD. O apagão de 13 minutos foi suficiente para afetar toda a produção de memória, gerando uma perda de milhões de terabytes e, consequentemente, um futuro com unidades SSD mais caras. +info

Nubank deixa de ter lista de espera para cartão de crédito. Daqui para frente, o objetivo da empresa é continuar a crescer no Brasil, e a medida deve ajudar nesse objetivo. Agora, a avaliação é automática, o que significa que o cliente saberá na hora se o seu pedido de cartão foi aprovado ou não (antes a análise poderia demorar até 90 dias). +info

O Moto E6 foi homologado pela agência FCC dos EUA com bateria de 3.000 mAh, até 4 GB de RAM e versões com um ou dois chips. O modelo XT2025-1 da Motorola está passando pela certificação da Anatel para venda no Brasil, mas ainda não foi aprovado. +info

O Spotify inaugura Casa de Música Escuta as Minas em São Paulo. Focada em ser um lugar para mulheres aprenderem, criarem e compartilharem experiências, casa terá também workshops e eventos para mulheres em início de carreira no mundo da música.


Compartilhe