Compartilhe

A Nokia sempre desperta interesse dos leitores do blog pelo fator nostalgia, e a HMD Global está fazendo um belo trabalho nesse revival da marca. E hoje, a empresa aumentou o seu portfólio de produtos com o Nokia C3.

 

 

 

Básico e acessível

 

 

O Nokia C3 é um dispositivo de entrada, com uma tela de 5.99 polegadas (HD+, 18:9), processador octa-core a 1.6 GHz que não teve o seu fabricante revelado (talvez é o SoC Unisoc SC9863, mas seu caráter de dispositivo de entrada é mais que evidente), acompanhado de 3 GB de RAM e 32 GB de armazenamento em eMMC 5.1, o que é péssimo, pois seu desempenho é muito pior do que o padrão UFS. Ao menos esse armazenamento é expansível via microSD de até 400 GB.

O Nokia C3 conta com apenas uma câmera traseira de 8 MP, e na parte frontal de 5 MP. E não podemos esperar muito mais do que isso em um modelo básico de entrada. Seu corpo fabricado em policarbonato recebe na parte traseira o leitor de digitais.

Sua bateria de 3.040 mAh conta com carga rápida de 5W via porta micro USB (outro item bem previsível). O modelo possui compatibilidade com 4G VoLTE, Bluetooth 4.2 e WiFi 802.11 b/g/n.

Do mais, o Nokia C3 inclui o rádio FM (tão desejado por muitos usuários dentro desse segmento de preço), conector para fones de ouvido de 3.5 mm (algo até necessário para esse rádio funcionar) e suporte ao dual SIM. Um botão de acesso rápido Xpress permite que você inicie o Google Assistente e outros aplicativos de forma mais rápida.

 

 

 

Nokia C3: preço e disponibilidade

 

 

O Nokia C3 está disponível na China por um preço (já convertido) de 85 euros. Não há previsão de lançamento para os mercados internacionais, mas se chegar ao Brasil eu aviso aqui no blog.

Se vale a pena?

Bom, para quem quer um smartphone para o básico do básico, ou para quem quer ter um segundo celular para atividades pontuais (onde você quer manter o seu caro smartphone principal em casa), até pode valer a pena. Porém, é preciso deixar claro que ele só serve mesmo para esses dois cenários.

 

Via FoneArena


Compartilhe