Compartilhe

A velha Nokia, seja antes ou depois da compra da Microsoft e antes ou depois do seu renascimento via HMD Global, segue ressurgindo. Não apenas nas cores vivas, na originalidade, mas também na aposta por sistemas operacionais que estão à margem do mercado. E também segue viva na aposta de telefones de baixíssimo custo para mercados emergentes.

Diante disso, informamos que a HMD Global anunciou oficialmente na Mobile World Congress 2019 o Nokia 210, um celular com conectividade 2.5G que custa apenas US$ 35.

 

 

Connecting people… include people in poor countries

 

 

Não é por um acaso a escolha desse nome. Em 2013, também em uma MWC, a Nokia (antes da compra pela Microsoft) lançou o Asha 210, que tinha esse mesmo espírito: ser a opção acessível com a conectividade suficientemente voltada para as pessoas que vivem em países em desenvolvimento, para ser a opção ‘barata’ de US$ 100. Logo, a nova Nokia da HMD Global traz o seu sucessor natural.

O modelo tem como alguns dos seus principais argumentos a seu favor a autonomia de bateria de até 30 dias em modo standby, 2.5G e um navegador web básico. Essa longa autonomia de bateria nos remete a outros tempos da telefonia, no melhor sentido.

O Nokia 210 conta com acesso ao Facebook via app pré-instalado, e permite o download de toques e fundos de tela. Sem falar que o Snake já vem com ele. E… não… você não está em 2006.

O dispositivo conta com o sistema operacional S30+, o mesmo presente no Nokia 3310 lançado na MWC 2016. Integra também o navegador Opera Mini, com algumas restrições pensadas no formato de tela do dispositivo, que por sinal é colorida (não touch, e interagindo com o teclado T9). O telefone ainda recebe uma câmera simples e mais alguns detalhes que não foram especificados pela fabricante.

O Nokia 210 chega ao mercado internacional no começo de março, e seu preços sugerido é de apenas US$ 35.

 


Compartilhe