Netflix vai testar planos de assinatura com desconto progressivo | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Netflix vai testar planos de assinatura com desconto progressivo | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Cinema e TV | Netflix vai testar planos de assinatura com desconto progressivo

Netflix vai testar planos de assinatura com desconto progressivo

Compartilhe

O tambor está girando para a Netflix, que sabe muito bem que o ano de 2020 será muito diferente dos anteriores. Com uma concorrência que ela nunca teve (Amazon Prime Video, Apple TV+, Disney+, HBO Max, Warner, NBC e outras plataformas), a empresa precisa inovar (e urgente) em diferentes frentes.

Uma aposta a longo prazo foi nas produções originais, e isso já resultou em uma queda drástica de volume de conteúdo na plataforma. As séries clássicas deram espaço para as produções originais, e essa aposta está se pagando, pelo menos no destaque nas premiações mais importantes.

Porém, nem apenas de conteúdo original se faz um bom serviço de streaming. É preciso também apostar em preços competitivos, pois esse é um dos principais argumentos da concorrência para convencer o consumidor. Por isso, a Netflix já testa novos modelos de assinatura, visando o aumento do número de assinantes e, principalmente, manter os assinantes que já estão na base.

Um dos testes nesse sentido está acontecendo na Índia, onde a Netflix está oferecendo planos de desconto para assinaturas de novos usuários com períodos de 3, 6 e 12 meses de permanência.

Os descontos flutuam entre 20% e 50%, dependendo do plano contratado. Os testes na Índia fazem sentido, uma vez que é este país que paga uma das mensalidades mais caras da Netflix ao redor do mundo, mesmo com valores de mensalidade que custam a metade do que é cobrado em outros territórios.

Foi na Índia que a Netflix recentemente experimentou planos com assinaturas semanais, assinaturas únicas para smartphones com a metade do preço e até ofertas de conteúdo por tempo limitado, como episódios de estreia de séries sem custo (o Brasil também foi recentemente beneficiado com essa proposta).

 

 

Um árduo trabalho para não perder o que conquistou

 

 

Oferecer assinaturas mais baratas em regiões economicamente mais delicadas (como é o caso da Ínida) não foi o suficiente para a Netflix, que quer impulsionar ainda mais o consumo de conteúdo em um dos mercados onde ainda possui uma grande margem de crescimento.

Os testes não visam apenas atrair novos assinantes com descontos atraentes, mas também manter esses assinantes por mais tempo. É muito comum ver as pessoas utilizando o mês de degustação da Netflix para depois abandonar o serviço para nunca mais voltar (ou voltar na carona da conta de um amigo ou familiar).

A Índia também é o país que recebe o serviço Hotstar, que é de propriedade da Disney e o líder de mercado no país dentro do segmento de streaming, com mais de 300 milhões de usuários, oferecendo a maior parte do seu catálogo de forma gratuita, mas com anúncios. Sem falar no Amazon Prime Video, que oferece planos anuais premium com preços muito competitivos, tal e como acontece no Brasil, que custa R$ 89 por ano no plano Amazon Prime.

 

 

Esses planos podem chegar ao Brasil?

 

 

Nem todos os territórios são iguais, uma vez que as licenças de conteúdo deixam as coisas muito dinâmicas e, ao mesmo tempo, complexas para a Netflix. Por isso, a gigante do streaming adota diferentes estratégias para diferentes países.

Logo, os testes na Índia podem acontecer em países com situações similares, dependendo dos resultados. Nesse caso em específico, o Brasil é um país com situações similares nos aspectos econômicos. A Índia é o local dos testes porque é o segundo pais com o maior número de usuários de internet no mundo, e um dos mercados com maior crescimento no consumo por streaming. Logo, faz todo o sentido.

No Brasil, os planos com desconto progressivo podem chegar porque o cenário local pode ficar insustentável com tanta concorrência rondando. O Amazon Prime é muito vantajoso (mesmo com um catálogo menor e com recursos um pouco inferiores), assim como o Apple TV+ (apesar de um catálogo infinitamente menor). HBO Max e Disney+ estão chegando com tudo, e a Netflix precisa ficar atenta a isso.

O cenário que a Netflix vai enfrentar em 2020 é inédito, e um dos principais fatores que os usuários vão priorizar para permanecer ou não na plataforma é o preço. É um critério inevitável e a gigante do streaming líder no mercado (nesse momento) precisa olhar para esse aspecto com maior seriedade.

 

Via Economic Times


Compartilhe