Wetten.com Brasil Apostas
Home » Internet » Netflix vai reduzir bitrate na Europa para evitar colapso de internet

Netflix vai reduzir bitrate na Europa para evitar colapso de internet

Compartilhe

A Netflix vai reduzir o bitrate do seu conteúdo na Europa durante 30 dias, para assim evitar as saturações de rede. A empresa de streaming vai atender a um pedido feito pela Comissão Europeia.

Desse modo, a Netflix tenta reduzir em aproximadamente 25% o tráfego nas redes europeias, que precisam ficar livres para o teletrabalho, home office e infraestruturas básicas e emergenciais.

 

 

 

Netflix colaborando por um bem maior

 

 

O Parlamento Europeu afirma que é aconselhável que as plataformas de streaming ofereçam uma definição de imagem padrão no lugar de alta definição, cooperando assim com as operadoras de telecomunicações.
O cenário atual é sem precedentes. Governos estão adotando medidas extremas para reduzir ao máximo as interações sociais com o objetivo de conter a propagação do COVID-19 e fomentar o trabalho à distância e a educação online. As plataformas de transmissão, as operadoras de telecomunicações e os usuários, trabalhando juntos, precisam ter a responsabilidade conjunta em adotar medidas para garantir o bom funcionamento da internet durante a batalha contra a propagação do vírus.

Diante disso, a Netflix emitiu um comunicado de imprensa afirmando que vai seguir as recomendações da UE e que, de forma efetiva, vai reduzir o bitrate dos conteúdos de sua plataforma durante os próximos 30 dias, com o objetivo em reduzir o tráfego de dados em 25%.

 

“Após conversações entre o Comissário Thierry Breton e Reed Hastings, e levando em conta os desafios extraordinários colocados pelo coronavírus, a Netflix decidiu começar a reduzir a taxa de bits em todo o nosso conteúdo na Europa por 30 dias. Estimamos que isso reduzirá o tráfego da Netflix nas redes europeias em cerca de 25%,ao mesmo tempo em que garantirá um serviço de boa qualidade para nossos membros.”

 

Pelo menos na teoria, a qualidade do conteúdo da Netflix deve cair de forma discreta durante esse tempo. Não há informações se a mesma medida será tomada em outros mercados internacionais, mas entendo que esta não seria uma má ideia: no Brasil, as cidades do Rio de Janeiro (RJ) e Belo Horizonte (MG) já encontram dificuldades de acesso à internet, por conta do maior consumo do tráfego de dados, uma vez que as pessoas estão ficando em casa para evitar o contágio.

Também não sabemos se a HBO e outras plataformas de streaming vão tomar medidas semelhantes.

Está evidente que todos os setores da sociedade estão fazendo todos os esforços possíveis para conter a expansão do coronavírus no mundo. Logo, não há motivos para que eu e você também não faça o mesmo.

Por isso… por favor, fique em casa!

 

 

Via Reuters


Compartilhe