Prepara o bolso, assinante da Netflix, pois o preço da sua assinatura subiu aqui no Brasil.

A Netflix anunciou hoje (14) o reajuste bianual de preços dos serviço de streaming de vídeo no mercado brasileiro. De acordo com o plano, o aumento aplicado varia entre 10,05% e 21,10%.

 

 

Os novos preços da Netflix no Brasil

 

Tela única e sem HD por R$ 21,90/mês (+10,05%)
Duas telas simultâneas e conteúdo HD, por R$ 32,90/mês (+17,92%)
Quatro telas simultâneas e Ultra HD, por R$ 45,90/mês (+21,10%)

 

A Netflix mais uma vez adotou a estratégia de aumento bianual de seus planos no Brasil, uma vez que o serviço não sofreu reajustes por aqui desde 2017, quando o plano básico manteve o preço de R$ 19,90/mês (os demais planos sofreram reajustes). O serviço de streaming também recebeu reajustes de valores em 2015 e 2013.

O motivo para o aumento da mensalidade é por conta do maior investimento em séries originais e tecnologias para a entrega de uma melhor experiência de uso. Os reajustes de preços também se aplicam ao México dessa vez.

No começo de 2019, a Netflix anunciou o seu reajuste de preços para os mercados dos Estados Unidos (+18%) e na Europa, e na época eu afirmei que esse aumento chegaria ao Brasil em algum momento até o final do primeiro semestre de 2019. Eu só não achava que chegaria tão rápido.

De qualquer forma, não é surpresa ver esse aumento de mensalidade, muito menos na porcentagem de aumento aplicado (até 21%). As mesmas regras dos Estados Unidos foram aplicadas aqui, e até mesmo o preço está relativamente o equivalente ao que é pago lá fora pelo mesmo serviço.

 

 

Nada disso está impedindo a Netflix de crescer em sua base de assinantes. São 139 milhões de usuários ao redor do mundo, que aproveitam conteúdos exclusivos, frutos de mais de US$ 8 bilhões investidos pela empresa para séries, filmes e outros conteúdos originais.

 

Via G1