Se você achava que o N64 Mini viria depois do sucesso do NES Mini e SNES Mini, pode tirar o cavalinho da chuva. A Nintendo entende que isso não é necessário.

Em recente entrevista, o presidente da Nintendo of America, Reggie Fils-Aime, deu a entender que o N64 não está nos planos da Big N, pelo menos por enquanto.

“Não descartaríamos, mas pelo o que posso dizer com certeza é que não está em nossos planos no horizonte.

Estava claro que quando fizemos os dois primeiros consoles Classic, para nós, eram oportunidades por tempo limitado para a empresa como negócio para realizar uma ponte entre a conclusão do ciclo de vida do Wii U para o lançamento do Nintendo Switch.”

O executivo também afirmou que, apesar dos consumidores pedirem e até se anteciparem sobre o lançamento de um N64 Classic, a forma que a Nintendo quer prender os seus consumidores com os seus jogos clássicos é através do sistema de assinatura online do Switch.

O sistema de assinatura do Switch acabou de chegar no mercado, e nesse momento conta apenas com jogos do NES, e não são todos os jogos que o grande público desejava. Logo, a possibilidade real do Nintendo 64 Classic jamais existir passa pelo fato de muita gente ter que esperar muito tempo para jogar os games desse console de forma legal.

Negócios são negócios. E a Nintendo quer controlar as próprias cartas do jeito que pode.

Poderia ser algo muito interessante para o consumidor final contar com o N64 Classic. Eu imagino que muita gente iria investir um bom dinheiro na compra do console. Por outro lado, a Nintendo entende que pode lucrar ainda mais com o serviço de assinatura do Nintendo Switch. E este não é um movimento tão errado assim. A Xbox Live Gold está aí para confirmar.

Sem falar que a Nintendo vai continuar a combater os emuladores e ROMs alternativas com mãos de ferro.

 

Via Kotaku