Para os amantes da música, ter um áudio de alta qualidade pode não ser o suficiente. É preciso receber um áudio incomparável e inigualável. E milhões de pessoas estão fascinadas com a possibilidade de ouvir as suas músicas favoritas em 8D áudio, onde basicamente a música gira ao redor de sua cabeça.

O fenômeno está cada vez mais em evidência no YouTube, e as músicas 8D Audio já começam a acumular milhões de visualizações. Esses vídeos recebem um efeito que simula o posicionamento da música em um espaço tridimensional. Na verdade, é mais adequado e correto dizer que estas são músicas em 3D Audio, mas nos aspectos comerciais o termo 8D Audio parece oferecer melhores resultados.

 

 

Embora seja um efeito curioso de escutar por alguns momentos, ele pode decepcionar a algumas pessoas. Quando você ouve o termo 8D Audio, você pode imaginar ouvir as músicas que você mais gosta ou os principais hits atuais em versões binaurais, com efeitos avançados de reprodução de áudio.

Na prática, temos apenas a música completa, com todos os instrumentos e voz circundando em conjunto ao nosso redor. Para ouvir algo realmente tridimensional, é melhor esperar as futuras músicas com o efeito 8D Audio implementado desde o princípio de sua produção em estúdio. Essas músicas deverão ser ouvidas com fones de ouvido ou headphones.

 

 

Vale registrar que o 8D Audio não é exatamente uma novidade. Já tem algum tempo que contamos com a canção Bohemian Rhapsody em 3D Audio, onde ao menos os instrumentos estavam em estéreo, e o efeito 3D era aplicado somente nas vozes.

 

 

Muito antes do fenômeno 8D Audio começar a invadir o YouTube, muitos projetos já replicavam o efeito de um real posicionamento de som em 3D através das gravações binaurais, que utilizam um modelo de uma cabeça humana com os microfones colocados na posição dos ouvidos.

 

 

Nesse caso, o resultado também pode ser desfrutado com headphones. O vídeo abaixo simula esse efeito (para os mais apressados, o 3D Audio começa a atuar nesse vídeo a partir do minuto 2:30).