Mulher é presa por dar cloro para sua filha por ler no Facebook que o MMS curava o autismo | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Mulher é presa por dar cloro para sua filha por ler no Facebook que o MMS curava o autismo | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Internet | Mulher é presa por dar cloro para sua filha por ler no Facebook que o MMS curava o autismo

Mulher é presa por dar cloro para sua filha por ler no Facebook que o MMS curava o autismo

Compartilhe

A Miracle Mineral Solution (MMS) ou Solução Mineral Milagrosa já colocou em perigo a vida de várias pessoas inocentes. É uma substância ‘medicinal’ promovida como um tônico para curar qualquer enfermidade, de Hepatite até AIDS. Um coquetel composto basicamente de ácido clorídrico seria a fórmula do ‘milagre’. Na prática, é veneno puro.

Os riscos agora alcançaram um novo nível de perigo. Em 10 de fevereiro de 2018, uma mulher de Indianápolis (EUA) leu em um grupo do Facebook a receita para preparar a MMS, com uma lista de seus supostos benefícios.

O grupo da rede social promovia a MMS como a cura do HIV, da hepatite, da gripe AH1N1, do acne, do câncer e até do autismo. E foi essa última enfermidade que motivou a mãe a preparar a receita mortal para sua filha.

A mãe anotou a receita, preparou a sua versão caseira da MMS e começou a dar a substância para sua filha, envenenando a criança a ponto de quase matá-la.

Por sorte, a criança foi retirada dos cuidados de sua mãe, depois de sobreviver à intoxicação pelo consumo contínuo de ácido clorídrico.

A MMS está circulando pela internet há quase uma de´cada, mas a difusão desse conteúdo de forma livre no Facebook deixa evidente em como Mark Zuckerberg tem muitas coisas para corrigir na plataforma.

A parte mais delicada disso tudo é que são os próprios usuários que comprometem a confiabilidade no site. Sem falar que tem muita gente que acredita em qualquer bobagem publicada na internet.

 

Via Chicago Tribune


Compartilhe