Compartilhe

Os preços dos novos Motorola Edge e Motorola Edge+ foram questionados por muitos usuários e produtores de conteúdo (eu, inclusive), pois era considerado fora da realidade (inclusive da realidade do mercado brasileiro, considerando os seus concorrentes).

Agora, a Motorola anuncia a chegada dos modelos intermediários Motorola One Fusion e Motorola One Fusion+, que tendem a ser mais equilibrados nas especificações e realistas nos preços. Vamos então tentar descobrir nesse post se é isso mesmo, ou se a Motorola perdeu a mão mais uma vez.

Os principais focos dos dois modelos são bem claros: o conjunto fotográfico e a bateria de longa duração. Mas será que são suficientes para garantir a compra?

Vamos descobrir.

 

 

 

Motorola One Fusion

 

 

Vamos começar pelo modelo mais simples.

O Motorola One Fusion oferece a tela com notch em forma de gota para a cãmera frontal e a tela HD+ com proporção 20:9 mais imersiva, para o consumo de conteúdo multimídia. É o básico para um dispositivo que tem como foco (também) as fotos.

As quatro câmeras também são consideradas essenciais para brigar no segmento de linha média. E o processador Snapdragon 710 até que dá para o gasto. Muitos entendem que deveria ter aqui um chip mais potente, mas é preciso entender também que o dispositivo precisa entregar uma boa relação custo/benefício. Os 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento são o mínimo que se pedem de um modelo mais acessível (eu gostaria de ver aqui 128 GB de armazenamento, mas não posso querer tudo).

O kit de conectividade é o padrão para 2020, sem deixar de lado o USB-C, o conector para fones de ouvido de 3.5 mm e o Bluetooth 5.0. E sua bateria de 5.000 mAh promete dois dias de uso longe da tomada (mas não diz em quais condições).

 

 

 

Motorola One Fusion+

 

 

O modelo mais completo começa se diferenciando pela tela FullHD+ e pela câmera de selfie pop-up (com sensor de 16 MP). Para quem quer uma frontal mais limpa e quer ver conteúdos com uma qualidade ainda melhor na tela do smartphone, essa é a escolha.

Suas câmeras traseiras também entregam um conjunto melhor, e o seu processador Snapdragon 730 (mais potente) dá conta do recado, ainda mais com 128 GB de armazenamento nativos. Os 4 GB de RAM do modelo anterior se repetem, e aqui poderiam ser 6 GB, mas… tudo bem, vai!

Ah, sim… seus alto-falantes são 4 vezes mais potentes.

Os dois modelos contam com Android 10 (com atualização para o Android 11 prometida), com a interface personalizada My UX.

 

 

 

Valem a pena no Brasil?

 

 

Com preços sugeridos de R$ 1.800 para o Motorola One Fusion e R$ 2.500 para o Motorola One Fusion+, dá sim para dizer que os dois modelos contam com preços mais realistas que os modelos top de linha da Motorola em 2020.

É claro que a gente sempre espera produtos mais baratos ou com uma relação custo/benefício melhor, mas diante do cenário atual de crise global, a cotação do dólar elevada, os preços dos eletrônicos de consumo disparando no Brasil e o “fator Brasil” que é uma constante (independente de qualquer coisa), não dá para falar muito dos preços desses dois smartphones.

Quero dizer… o Fusion+ custa R$ 2.500, enquanto que o Galaxy S10e, um top de linha do ano passado, custa um pouco mais do que isso…

Faça as contas!

 

 

 

Motorola One Fusion: ficha técnica

 

Tela: 6,5 polegadas, HD+ (1600 x 720 pixels), 169 ppi, proporção de 20:9
Processador: Qualcomm Snapdragon 710 (octa-core de 2,2 GHz)
RAM: 4 GB
Armazenamento: 64 GB (+ 512 GB via cartão microSD)
Câmera traseira:
Principal: 48 megapixels (f/1,7)
Ultrawide: 8 megapixels (f/2,2)
Macro: 5 megapixels (f/2,4)
Profundidade: 2 megapixels (f/2,4)
Câmera frontal: 8 megapixels (f/2,2)
Bateria: 5.000 mAh (+ carregador TurboPower 10 W)
Sistema operacional: Android 10
Conectividade: USB-C, entrada para fone de ouvido dedicada (3,5 mm), Bluetooth 5.0 e Wi-Fi
Dimensões e peso: 165 x 75,9 x 9,4 mm, 205 g
Mais: leitor de digitais na traseira e botão dedicado ao Google Assistente

 

 

 

Motorola One Fusion+: ficha técnica

 

Tela: 6,5 polegadas, Full HD+ (2340 x 1080 pixels), 395 ppi, proporção de 20:9, suporte a HDR10
Processador: Qualcomm Snapdragon 730 (octa-core de 2,2 GHz)
RAM: 4 GB
Armazenamento: 128 GB (+ 512 GB via cartão microSD)
Câmera traseira:
Principal: 64 megapixels (f/1,8)
Ultrawide: 8 megapixels (f/2,2)
Macro: 5 megapixels (f/2,4)
Profundidade: 2 megapixels (f/2,4)
Câmera frontal: 16 megapixels (f/2,2)
Bateria: 5.000 mAh (+ carregador TurboPower 18 W)
Sistema operacional: Android 10
Conectividade: USB-C, entrada para fone de ouvido dedicada (3,5 mm), Bluetooth 5.0 e Wi-Fi
Dimensões e peso: 162,9 x 76,9 x 9,64 mm, 210 g
Mais: leitor de digitais na traseira e botão dedicado ao Google Assistente


Compartilhe