Motorola Moto G 5G, por R$ 2.799: vale a pena? | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia
Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Análises e Reviews | Motorola Moto G 5G, por R$ 2.799: vale a pena?

Motorola Moto G 5G, por R$ 2.799: vale a pena?

Compartilhe

O futuro da telefonia móvel está no 5G, e isso está bem claro. Todos os fabricantes lançaram em 2020 dispositivos compatíveis com essa tecnologia de rede, inclusive em modelos de entrada bem pontuais. Ou seja, todos os esforços são feitos para impulsionar o elemento que vai colocar o setor em uma nova fase da era da conectividade, além de ser o argumento principal para estimular as vendas de novos telefones.

É claro que a Motorola está pensando no 5G, inclusive no Brasil. Mesmo que em nosso país essa tecnologia de rede ainda esteja engatinhando. Não temos um 5G de verdade, mas sim o 5G “wannabe” via DSS. E nem vou dizer que isso é melhor que nada, pois gostaria mesmo do 5G de verdade por aqui.

Pois bem, a Motorola lançou mais um smartphone 5G em um Brasil que não tem o 5G. E é mais um Moto G, linha que tem muitos fãs por aqui: o Motorola Moto G 5G. Agora… será que ele se justifica por aqui, ainda mais custando R$ 2.799?

Vamos descobrir a partir de agora.

 

 

 

5G em um Moto G de linha média premium

 

 

Será que dá para chamar o Motorola Moto G 5G de “honesto”, como eu fiz com o Motorola Moto G9 Power? Vamos ver.

Ter uma tela de 6.7 polegadas (FullHD+, 20:9) no padrão LTPS, com HDR10 e taxa de atualização de 60 Hz é algo que agrega valor ao Motorola Moto G 5G. Ou seja, é sinal que a Motorola não apenas pensou na reprodução de vídeos em alta definição e nos games, mas também buscou a melhor fluidez possível para esses conteúdos. Ponto para o dispositivo neste aspecto.

Seu processador Qualcomm Snapdragon 750G é o que se espera que um dispositivo de linha média premium, e tem tudo para entregar um bom desempenho para os usuários mais exigentes. Ainda mais trabalhando com 6 GB de RAM e 128 GB de armazenamento (expansíveis via microSD de até 1 TB). Fica a dúvida sobre o padrão desse armazenamento, que poderia ser em uma velocidade um pouco mais alta que o convencional para reforçar a fluidez já mencionada um pouco antes neste artigo.

Nas câmeras, o combo 48 MP (f/1.7, principal) + 8 MP (ultrawide) + 2 MP (macro) é promissor, também considerando o seu processador. Porém, de novo: a Motorola já me decepcionou com as câmeras antes, de modo que vou esperar pelo feedback de outros usuários. Pelo menos aqui sabemos que o dispositivo pode gravar vídeos em 4K @ 30 fps tanto na câmera traseira como na frontal, o que pode ser útil para alguns produtores de conteúdo.

 

 

Todo o conjunto de hardware do Motorola Moto G 5G é gerenciado pelo Android 10 com a interface quase pura. Combinar a entrada para fone de ouvido com a porta USB-C não foi uma missão impossível para a Motorola nesse caso (a comunidade agradece por isso), assim como também temos as conectividades mais procuradas em um dispositivo dentro dessa categoria (4G , Wi-Fi 802.11 a/b/g/n/ac (2,4 GHz e 5 GHz), Bluetooth 5.1, GPS e NFC).

Sobre o 5G, não ficou claro se o Motorola Moto G 5G é compatível apenas com as redes tradicionais ou se ele vem com o suporte ao 5G DSS já comercializado por algumas operadoras. Ao que tudo indica, a resposta para essa dúvida é SIM, ele deve ser compatível com todas essas redes. Não é o primeiro smartphone da Motorola a contar com suporte para o 5G DSS, e se não fosse assim, não faria sentido realizar o lançamento desses modelos nesse momento.

 

 

 

Motorola Moto G 5G: vale a pena?

 

 

O Motorola Moto G 5G tem preço sugerido no Brasil de R$ 2.799. Não é o smartphone 5G mais caro do mercado brasileiro, mas é o Moto G mais caro que você vai encontrar (no momento em que esse post foi produzido).

Alguém vai se interessar por ele no final do ano? Sim, sempre vai ter público para qualquer tipo de produto lançado a qualquer momento. Só acho que a Motorola (assim como a ASUS, que vai anunciar hoje o ZenFone 7 no Brasil) perdeu um pouco o timing de lançamento desse produto. Os anúncios deveriam ter acontecido antes, e as chances dos dispositivos não alcançarem um público maior são grandes.

Mas… quem sou eu para falar esse tipo de coisa? Sou apenas um blogueiro de tecnologia que escreve sobre o assunto desde 2008, e não um executivo de uma marca multinacional.

Mas… vamos deixar o tempo passar. É ele quem vai dizer quem está certo.

 

 

 

Motorola Moto G 5G: especificações técnicas

 

Tela: LTPS de 6,7 polegadas com resolução Full HD+ (2400 x 1080 pixels), proporção de 20:9, 394 ppi, HDR10 e taxa de atualização de 60 Hz
Processador: Qualcomm Snapdragon 750G, octa-core de até 2,0 GHz e chip gráfico Adreno 619
RAM: 6 GB
Armazenamento: 128 GB (expansível via cartão de memória microSD de até 1 TB)
Câmera traseira tripla:
câmera principal: 48 megapixels, f/1,7, 79º
ultrawide: 8 megapixels, f/2,2, 118º
macro: 2 megapixels, f/2,4, 83º
gravação de vídeo: 4K (30 fps)
Câmera frontal: 16 megapixels, f/2,2, 75º (filmagem em 4K 30 fps)
Bateria: 5.000 mAh, recarga rápida de 20 W (TurboPower)
Sistema operacional: Android 10
Conectividade: porta USB-C, entrada dedicada para fones de ouvido (3,5 mm), 4G , Wi-Fi 802.11 a/b/g/n/ac (2,4 GHz e 5 GHz), Bluetooth 5.1, GPS e NFC
Mais: leitor de impressões digitais na traseira, Dual SIM, rádio FM e botão dedicado ao Google Assistente
Dimensões: 166,2 x 76,1 x 9,9 mm
Peso: 212 gramas
Cores: prata prisma e preto prisma


Compartilhe