A Motorola, em um movimento genial, decidiu ir na contramão da Apple e de (quase) todos os fabricantes, e oferece agora a opção do próprio usuário restaurar os smartphones da marca.

É muito raro isso acontecer. Aliás, é raro encontrar kits de reparação, tanto para especialistas como para amadores. Se alguma vez você já desmontou um celular ou smartphone, sabe como é difícil realizar essa tarefa. E, se decidiu montar de novo, será uma vitória conseguir fazer ele voltar a funcionar.

Os grandes fabricantes entendem que apenas o seu time especializado pode fazer as reparações nos dispositivos. A Apple em especial, por entender que o usuário pode sofrer as consequências de efeitos sérios do processo, como explosões e contaminação de materiais que podem vazar.

A Motorola entende exatamente o contrário. O site do iFixit está oferecendo os kits completos de reparo e substituição de peças, incluindo as ferramentas necessárias para o serviço. E o argumento aqui é ótimo: “o produto é meu, e eu posso consertá-lo sempre”.

 

 

Leve em consideração que, em casos como o da Apple, toda a reparação fora do seu esquema acaba com a garantia do produto, sem falar na possibilidade de bloqueio total do dispositivo via software, o que viola os direitos do consumidor, apesar da Apple insistir que faz isso porque quer a reposição dos dispositivos usados, e apenas o time de reparação oficial pode dar o tratamento adequado ao produto.

Voltando para a Motorola.

Ela está oferecendo telas, baterias, sensores e peças para dispositivos como o Moto X, Z, G4, G5 e Droid Turbo 2. O site do iFixit mostra um catálogo completo de peças, com valores em dólares e custos de envio por conta do comprador.

O mais interessante de tudo isso é a oferta de kits de reparo para modelos mais antigos. É a Motorola atacando em cheio a obsolescência programada. Ou é uma forma inteligente de desovar as peças de reposição.

Seja como for, é uma medida que devemos aplaudir de pé.

 

Via iFixit