Morte aos cases com tampa para smartphones!

Compartilhe

O design dos smartphones mudou muito nos últimos anos, ficando mais bonitos e resistentes. A combinação desses fatores para entregar um dispositivo mais atraente pode ser decisiva para conquistar os usuários mais exigentes. Mesmo assim, tem um elemento que acaba matando toda essa evolução: o case em forma de livro.

E não dá para entender por que as pessoas seguem insistindo nisso.

 

 

 

Uma grande porcaria

 

Foi a Samsung com o Galaxy Note que lançou essa moda (nefasta) dos cases com tampas de couro. Foram úteis no passado, pois protegiam as telas dos telefones e entregavam funções interativas, como notificações de chamadas, e-mails e mensagens.

Porém, nem sempre esse tipo de case realmente protege a tela, deixava o smartphone mais gordo dentro do bolso, aumentava as chances de riscos na tela por causa dos materiais abrasivos e, principalmente, escondia o trabalho de meses de designers que se esmeravam em ver o seu produto sendo apreciado pelos geeks.

E quando o case não era inteligente? Um inferno!

Você era obrigado a abrir a tampa daquele case o tempo todo para ver as notificações e mensagens recebidas. Isso não faz o menor sentido em um mundo onde procuramos a praticidade combinada com a comodidade.

Mesmo assim… esse tipo de case continua no mercado, de forma inexplicável. Cases em forma de livro são pouco práticas, protegem muito pouco e irritam aos usuários mais imediatistas e produtivos, que querem simplesmente tirar o smartphone do bolso e começar a trabalhar.

 

 

 

Por que quem usa esse tipo de case continua usando esse tipo de case?

 

Eu até entendo que os smartphones são produtos caros, e que todo cuidado é pouco para evitar danos irreversíveis. Entendo que as pessoas querem reduzir ao máximo as possibilidades de problemas com o seu dispositivo. Mas é preciso também explicar para os usuários que smartphones não são feitos de Adamantium, ou seja, não são indestrutíveis. Uma hora eles vão quebrar. É inevitável.

E os cases em forma de livro não vão proteger o seu smartphone dos danos provocados por quedas e outros acidentes. Por mais que você tenha muita fé no vendedor do case. Está mais do que comprovado que a eficiência desse tipo de case nas situações mais adversas é praticamente nula. Principalmente para proteger a tela do telefone.

Por mais que seja sofisticado levar um smartphone no bolso e, ao retirá-lo de lá, você abre elegantemente a capa do case, como se fosse um livro, para assim realizar algum tipo de anotação ou pagar a conta do restaurante chique, ele não vai proteger a tela como deveria, especialmente os cantos de tela, que são os pontos mais débeis.

 

 

 

O melhor case que você pode comprar para o seu smartphone

 

 

Por experiência própria (e depois de ter dois smartphones danificados com quedas acidentais): o melhor case que você pode comprar para o seu telefone é qualquer um que ofereça uma proteção para os cantos da tela, com uma saliência que amorteça a queda nesses pontos.

Essa é a melhor forma para proteger o seu caro smartphone das quedas e acidentes cotidianos. Recomendo fortemente que você deixe a elegância de lado e priorize a eficiência e a segurança do seu dispositivo, pois isso sai muito menos caro do que o case com tampa que, sincera e honestamente, é um troço inútil e pouco prático.


Compartilhe