A Microsoft também apresentou ontem (2) o Microsoft Surface Laptop 2, que não recebeu grandes mudanças em relação à primeira geração, mas recebe atualizações nas suas especificações.

A nova geração de notebooks da Microsoft recebe os processadores Intel de oitava geração. Esse processador, combinado com as respectivas otimizações do sistema operacional Windows 10 fará com que o seu desempenho seja até 85% melhor que a geração anterior.

O dispositivo mantém a sua tela de 13.5 polegadas, e sua autonomia de bateria alcança as ótimas 14.5 horas de uso. Um item mais do que bem vindo para os usuários que precisam ser produtivos longe da tomada.

O Microsoft Surface Laptop 2 não apresenta mudanças de design, além da nova opção de cor em preto mate. O seu preço está US$ 100 menor do que aquele cobrado pela geração anterior (a partir de US$ 899 nos Estados Unidos), e as primeiras unidades chegarão ao mercado a partir de 16 de outubro.

O Surface Laptop 2 quer ser o dispositivo de trabalho para estudantes e pessoas que não precisam de muitos recursos técnicos, competindo de forma direta com notebooks ultrafinos e leves da Huawei, HP e Apple MacBook.

 

 

Não é necessariamente o produto que vai competir diretamente com os Chromebooks, e não falo isso apenas por causa do seu preço sugerido. As especificações técnicas e de design podem posicioná-lo melhor como um ultrabook de baixo custo (em termos relativos).

Mesmo assim, é mais uma proposta para entregar um notebook com design ultrafino e leve para as diferentes atividades informáticas. Quem quer um notebook para trabalho longe de casa ou da tomada, ele pode ser uma excelente alternativa.

É uma pena que produtos como o Microsoft Surface Laptop 2 custem a chegar ao mercado. Até entendo que isso aconteça por causa de escolhas estratégicas da própria Microsoft. De qualquer forma, seria ótimo ter um notebook como esse com um acesso mais fácil para o consumidor brasileiro.