A Microsoft confirmou oficialmente a morte do Kinect, ao anunciar o fim da produção do acessório.

Foram vendidas 35 milhões de unidades do Kinect, que contava com uma câmera de profundidade e microfone. O produto estreou em novembro de 2010, e foi o dispositivo de consumo mais vendido em 2011.

O dispositivo era muito popular entre os hackers que buscavam criar experiências que rastreavam o movimento corporal e profundidade. O Kinect chegou ao Xbox One, mas teve que desvincular o acessório do novo console por conta do seu preço e funcionalidades.

 

 

Apesar do Kinect não ter superado o avançar do tempo, foi ele quem ajudou a Microsoft a avançar em projetos como o HoloLens, o Windows Hello e o Windows Mixed Reality. Todos eles contam com muitas tecnologias desenvolvidas inicialmente no Kinect.

Agora, a Apple parece ser a melhor posicionada na tecnologia de câmeras de detecção de profundidade, com o iPhone X. Aliás, a parte superior desse smartphone é, em essência, um Kinect em miniatura, utilizando a tecnologia da PrimeSense (fabricante do Kinect original) para reduzir o tamanho do hardware.

 

Via Fast Co Design