Compartilhe

A Xiaomi tem dois modelos de set-top-box bem interessantes, o Xiaomi Mi Box S e o Xiaomi Mi Box TV. Ambos contam com boa relação custa benefício e tecnologias ajustadas para o melhor consumo de conteúdo de entretenimento. Logo, quais são as reais diferenças entre os dois produtos?

Respostas nesse post.

 

 

Diferenças no design dos dispositivos e do controle

 

 

A primeira diferença está no design. O novo modelo é mais compacto e quadriculado, mas com cantos arredondados e ar sóbrio e minimalista. Além disso, o Xiaomi Mi Box S é um pouco menor e mais leve.

O controle remoto do novo modelo segue leve, simples e estilizado, mas conta com acesso direto à Netflix e Google Assistente, o que agiliza a experiência de uso.

 

 

Praticamente sem mudanças de hardware e conectividade

 

 

O hardware do Mi Box S é idêntico ao do seu predecessor.

Os dois modelos recebem o processador quad-core Cortex-A53 a 2 GHz, GPU Mali 450 a 750 MHz, 2 GB de RAM DDR3 e armazenamento interno de 8 GB. Também estão presentes as portas HDMI 2.0a e USB 2.0, e o conector de 3.5 mm de áudio. O WiFi dual band (2.4 GHz/5 GHz) 802.11 a/b/g/n/ac também está mantido.

As variações de hardware está no Bluetooth 4.2 e uma taxa de transferência um pouco maior no Xiaomi Mi Box S. No som, o novo modelo melhora o suporte DTS-HD e Dolby Audio Plus de até 7.1 canais. A resolução de vídeo também se mantém, alcançando até 4K a 60 fps.

 

 

A promessa de um software atualizado

 

 

Os dois modelos integram o Android TV, com apps pré-instalados (Google Play, YouTube, Play Filmes, Play Música, Play Jogos) e outros como Netflix e Redbull TV. Os dois modelos contam com o Google Cast, para transmissão de conteúdos a partir do smartphone ou tablet para a TV.

O Xiaomi Mi Box TV tem dois anos de mercado (foi apresentado no Google I/O 2016), e apesar disso o seu suporte se manteve até o Android Oreo. Mas não vai receber uma nova versão do sistema operacional da Google.

Já o Xiaomi Mi Box S vem com o Android 8.1 Oreo de série e será atualizado pelo menos até o Android Pie, oferecendo todas as novas funcionalidades de software.

 

 

O que muda mesmo é o preço

O novo Mi Box S é mais barato que o Mi Box TV, em um padrão de preço que, em média, US$ 10 a menos para o novo modelo. Ou seja, a Xiaomi oferece mais por menos dinheiro. E, mesmo com diferenças pequenas, a promessa de software atualizado faz a balança pender a favor do Mi Box S.


Compartilhe