Mercado de PCs segue em queda antes do lançamento do Windows 10 | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Mercado de PCs segue em queda antes do lançamento do Windows 10 | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Notícias | Mercado de PCs segue em queda antes do lançamento do Windows 10

Mercado de PCs segue em queda antes do lançamento do Windows 10

Compartilhe

pcs

De acordo com os dados da IDC sobre o segundo trimestre de 2015, o mercado de computadores caiu 11.8% nas vendas em relação ao mesmo período de 2014. A queda foi mais acentuada que o esperado.

A diferença aqui está condicionada por um segundo trimestre de 2014 muito bom nas vendas, capitalizado pela morte do Windows XP, momento onde se reduziu o inventário para preparar a chegada de novas versões. Também temos como culpado o aumento dos preços em alguns mercados.

No total, foram vendidas 66.1 milhões de computadores no período. O IDC deixa claro que o que entrou na conta foram os desktops, notebooks, Chromebooks e estações de trabalho, deixando de fora os tablets, servidores ou dispositivos de mão.

A Apple registrou um aumento de vendas de 16.1% no período, o que fez com que sua cota de mercado subisse de 5.9% para 7.8%. A incredulidade diante da chegada do Windows 10 e novos produtos no catálogo da gigante de Cupertino revitalizaram as suas vendas, principalmente nos Estados Unidos. Nos demais fabricantes, as coisas não foram tão bem assim. Lenovo, HP, Dell, ASUS e Acer venderam menos que no ano anterior.

idc-pcs-q2-2015

Na lista, Lenovo e HP aparecem destacadas em vendas e cota de mercado, sendo a chinesa a que melhor suportou o período. Quem sofreu mais foi a Acer, com uma queda de 27% nas vendas. Dell, Lenovo, Apple e ASUS ganharam mercado no comparativo com o ano passado.

Toda a responsabilidade parece estar em cima do Windows 10, que será lançado no final de julho. Podemos entender que o mercado está esperando o seu lançamento, e a chegada de ofertas incluindo o sistema para reaquecer as vendas. Seja como for, o IDC não espera que daqui até o final do ano as vendas subam de forma significativa.

Via IDC


Compartilhe