O Facebook admitiu ter apagado secretamente todas as mensagens enviadas pelo seu próprio fundador e CEO, Mark Zuckerberg, através do Messenger.

As mensagens desapareceram não só da conta dele, mas também da caixa de entrada dos usuários que receberam tais mensagens. Para isso, o Facebook recorreu a um mecanismo que não está disponível para os demais usuários.

Os termos de serviço do Facebook não permite que a empresa remova o conteúdo das contas, ao menos que isso viole os padrões da comunidade. Por isso, a medida é, no mínimo, obscura, podendo ser interpretada como uma tentativa de remover mensagens comprometedoras à Zuckerberg.

Aliás, foi o próprio Zuckerberg que chamou as pessoas de ‘idiotas’ por confiarem nele desde o começo do Facebook, e supostamente ele invadiu a conta de e-mail de um usuário da rede social em 2004.

A notícia chega no momento em que todos os olhos dos usuários estão sobre o escândalo envolvendo o Facebook e a Cambridge Analytica, com a violação dos dados privados de 87 milhões de usuários (antes eram 50 milhões).

Ou seja, mais combustível foi jogado nessa fogueira.

 

Via The Verge