Compartilhe

McLaren

 

A McLaren anunciou que vai utilizar no GP do Bahrein do campeonato mundial de F1 2017 uma impressora 3D para imprimir de forma rápida e simples algumas partes do carro, com o objetivo de diminuir seu peso.

A iniciativa é fruto do acordo da equipe de F1 com a Stratasys, e é uma aplicação singular da tecnologia de impressão 3D nos esportes a motor.

Várias partes do McLaren MCL32 contam com impressão 3D, como os aerofólios traseiros. O tempo de fabricação dessas peças se reduzem para dias ou horas no lugar de semanas, o que permite testar as mudanças de forma muito mais rápida.

 

 

A necessidade de testar novas soluções rapidamente é algo crítico para deixar os carros mais rápidos, aumentando as interações tangíveis na hora de melhorar o desempenho do carro.

A impressora fará parte de um complexo equipamento da McLaren, que conta com sistema FDM (Fused Deposition Modelling) e PolyJet para o protótipo de novos carros e peças.

Uma evolução tecnológica necessária, se a McLaren quer alcançar Ferrari e Mercedes. Para a equipe britânica, 2017 começou tal e como terminou 2016. E como usar Super Bonder para colar os carros dos amiguinhos ainda não está nas regras da F1, o jeito é apelar para peças impressas em 3D.

 

Via EngadgetMcLaren


Compartilhe