Manutenção de patinete e bicicleta elétrica durante a quarentena

Compartilhe

Com a quarentena, bicicletas e patinetes elétricos vão ficar paradas em casa. Quero dizer, sair de bicicleta ainda está valendo, mas você não vai querer correr o risco de sofrer um acidente e precisar de um hospital logo agora, certo?

Mas isso não significa que tais produtos não precisam de manutenção, para que o desempenho dos mesmos se mantenha depois que a crise passar. Logo, nesse post, temos alguns conselhos e dicas úteis para a manutenção de patinetes e bicicletas elétricas.

 

 

 

Verifique se tudo está bem com o seu veículo

 

 

Teste se o veículo está ligando dentro de casa mesmo. Verifique seus modos de potência e as luzes. No caso do motor, mantenha a roda motriz (aquela que tem o motor no ar) e acelere (só não acelera no solo). Se o patinete precisa de impulso para começar a funcionar, gire a roda com a mão mesmo. Aproveite e verifique os freios.

Por fim, verifique se os mecanismos estão abrindo e fechando bem, e se não tem nada solto (e aperte tudo).

 

 

 

Mantenha a bateria carregada, mas não por completo

 

 

É importante não manter guardado o patinete ou bicicleta elétrica com a bateria completamente descarregada (aliás, a regra vale para todos os dispositivos que contam com uma bateria). É recomendável manter a bateria em um nível máximo de 80%, e não deixar abaixo dos 20%. Caso contrário, você vai comprometer a vida útil da mesma.

 

 

 

Não deixe a poeira acumular

 

 

Não apenas por questões estéticas, mas também porque a poeira e a sujeira podem afetar os circuitos eletrônicos. Use um pano umedecido com água e um pouco de sabão neutro (não muito para evitar danos na pintura) para limpar o veículo por completo, incluindo os componentes digitais, como a tela. Lembrando: pano ÚMIDO e não MOLHADO. Seque o veículo com outro pano (não use o sol para secar o modal).

Jamais dê um banho de mangueira ou com jato de água com pressão, mesmo que vídeos na internet mostrem as pessoas fazendo isso com patinetes e bicicletas elétricas. E (obviamente) nem pense em mergulhar o seu veículo elétrico na água.

 

 

 

Cuide da corrente de bicicleta

 

 

Se você tem óleo lubrificante, aplique um pouco na corrente da bicicleta. Mas antes, limpe bem a corrente com um desengordurante. Depois de aplicado o óleo, elimine o excesso com um pano seco, rodando os pedais várias vezes.

Depois disso, lubrifique com o óleo a zona central da corrente. Poucas gotas bastam. Mova os pedais para aplicar o produto por completo e, quando terminar, use outro pano seco para eliminar o excesso.

Se você não tem nada disso em casa, espere a quarentena acabar e compre esses itens. E realize o processo.

 

 

 

Fique de olho nos freios

 

 

Verifique a tensão dos freios e, se estiverem muito folgados, estique os cabos para esse ajuste. Porém, só faça isso se você souber o que está fazendo. Caso contrário, leve o veículo para uma bicicletaria tão logo a quarentena acabe.

Existe a possibilidade das pastilhas de freio estarem gastas. Você nota isso pela demora em frear o veículo. Nesse caso, apertar o cabo de freio não resolve, e o único remédio é mesmo colocando pastilhas novas.

 

 

 

Não se esqueça dos pneus

 

 

Os pneus de bicicleta podem murchar com o tempo. Calibre o pneu corretamente para evitar isso, colocando sempre a melhor pressão possível, considerando as características do seu corpo e do terreno por onde você vai passar.

Já no caso dos patinetes é mais complicado inflar os pneus, pois os bicos para inflar são muito juntos da estrutura da roda. A solução aqui é comprar uma válvula extensora para conectar a bomba com maior tranquilidade. Esse é um acessório bem barato.

Pneus não são infinitos, e podem chegar ao fim de sua vida útil. Se o pneu do seu veículo está gasto demais, você terá que fazer um investimento em um pneu novo, mais cedo ou mais tarde.


Compartilhe