Compartilhe

Todo esforço é valido para tentar ajudar a humanidade em plena pandemia global. E estão aparecendo ideias e iniciativas incríveis nos quatro cantos do planeta para oferecer aos profissionais de saúde melhores condições para combater um vírus mortal. Como é o caso do Maingear LIV, um ventilador mecânico que é muito simples de fabricar, muito mais econômico que os respiradores profissionais e que chama a atenção mesmo por ter como base um chassi de PC gaming.

 

 

 

Maingear LIV: principais características

 

Várias empresas de tecnologia dos mais diferentes portes e segmentos, além de algumas gigantes da indústria automobilística colocaram as suas equipes de engenharia para trabalhar no desenvolvimento de ventiladores mecânicos. A tentativa desse desenvolvimento em escala é para resolver a escassez de um equipamento sanitário que é considerado fundamental para atender aos pacientes com os sintomas mais graves do COVID-19, como por exemplo a insuficiência respiratória.

Gigantes com HP, Seat, Tesla, Ford e General Motors estão trabalhando no desenvolvimento para a fabricação em escala de suas respectivas versões para os ventiladores mecânicos, que serão mais do que necessários para as situações de emergência, atendendo aos pacientes que estão internados em estado crítico.

Pois bem, o Maingear LIV é um desses ventiladores mecânicos que apareceram para salvar vidas. Ele usa uma plataforma tecnológica que já está em uso na Itália e na Suíça, e tem como grande novidade o uso de um chassi de PC gaming que a empresa possui, na torre F131.

A Maingear garante que pode produzir esse ventilador mecânico com 1/4 parte do preço dos ventiladores convencionais. Ele foi desenvolvido para um lançamento rápido ao mercado, e os hospitais podem começar a administrar o oxigênio para os pacientes em apenas 1.5 segundos. Seu funcionamento é automático, com configurações prévias e uma interface com tela sensível ao toque para o controle dos seus comandos e ajustes.

O Maingear LIV ainda precisa receber a aprovação da FDA dos Estados Unidos para entrar em uso, e a empresa afirma que pode produzir esse respirador a nível internacional. Pode até ser que esteja meio tarde para esse produto entrar em ação na pandemia atual, mas ao menos ele já está pronto para a próxima pandemia, ou pode atender outras emergências globais.

O instituto New England Complex Systems (NECSI) já começou a compilar uma lista estratégica de ventiladores mecânicos com código aberto que podem ser utilizados no futuro. Várias empresas se transformaram de forma temporária em fábricas de equipamentos sanitários de todos os tipos. E milhares de makers e costureiras estão produzindo máscaras de dentro de suas casas.

Vamos tentar salvar o máximo de vidas possível agora. E já estamos nos preparando melhor para a próxima pandemia.

 

 

 

Via Engadget


Compartilhe