Compartilhe

A Apple lançou oficialmente o macOS Catalina (versão 10.15), o seu sistema operacional para desktops, de forma totalmente gratuita via App Store.

O macOS Catalina contém novidades que não são revoluções, mas que mudam muitas coisas na plataforma. Especialmente por levantar a bandeira do Project Catalyst. Mas antes de falar das novidades, vamos ver com quais Macs essa versão é compatível.

 

 

A compatibilidade do macOS 10.15 Catalina

 

 

Nem todos os equipamentos serão compatíveis. Isso é algo que já vimos em várias oportunidades, mas a Apple entende que, para ter uma experiência aceitável, é preciso ter (no mínimo) esses equipamentos:

MacBook lançados em 2015 e posteriores
MacBook Air lançados em 2012 e posteriores
MacBook Pro lançados em 2012 e posteriores
Mac mini lançados em 2012 e posteriores
iMac lançados em 2012 e posteriores
iMac Pro: todos os modelos
Mac Pro lançados em 2013 e posteriores

Este ano, diferente de outras versões, não há grandes menções de melhorias de desempenho ou autonomia de bateria, mas tudo dá a entender que ele também não é menos exigente do que era o macOS Mojave, onde os usuários com equipamentos relativamente recentes podem ficar tranquilos nesse aspecto. De qualquer forma, é recomendável fazer uma cópia de segurança no Time Machine, caso aconteça algo errado.

 

 

Project Catalyst, como tentativa de mudança profunda

 

 

A grande novidade do macOS 10.15 Catalina é o Project Catalyst, onde os desenvolvedores podem povoar a App Store do Mac portando aplicativos vindos do iOS. Ele se aproveita do Marzipan, a plataforma utilizada para levar ao Mac determinados aplicativos como a Bolsa ou o Apple News.

Aplicativos como Twitter, que saíram da Mac App Store, voltarão ao macOS com o Project Catalyst. Em termos práticos, ele faz o mesmo que as UWP do Windows, mas com um desempenho melhor.

 

 

Sidecar, o iPad como tela e o método de introdução do macOS

 

 

Outra grande novidade é o Sidecar, onde a partir de agora é possível utilizar o tablet como tela externa, como já era possível fazer com outras soluções, como o Luna Display ou o Duet Display.

Também é possível usar o iPad como método de entrada de dados em aplicativos gráficos com o Apple Pencil, colocando a Apple em competição direta com os tablets gráficos da Wacom. Lembrando que a latência do Apple Pencil com o iPadOS passa de 20 ms para 9 ms.

 

 

As pequenas funções que iremos explorando

O macOS 10.15 Catalina apresenta outras pequenas novidades, como o Find My, que permite buscar nossos dispositivos registrados, mesmo que eles não estejam conectados na rede, com a ajuda do sinal Bluetooth de dispositivos iOS na região, que enviam a sua localização codificada para a Apple para que eles possam ser encontrados. O novo software também oferece importantes novidades de acessibilidade, permitindo o controle completo com a voz e melhorias enormes no seu reconhecimento.

Na segurança, o Bloqueio de Ativação permitirá bloquear completamente o equipamento com o chip T2. Ou seja, se roubarem o seu notebook, não vão poder fazer absolutamente nada com ele até que você o desbloqueie, tal e como acontece hoje com o iPhone.

 

 

Apple Screen On Time

Por fim, a Apple também leva a sua função de tempo de uso ao macOS 10.15 Catalina, onde os usuários podem controlar quais são os aplicativos que ele usa mais, podendo estabelecer tempos máximos de uso para cada um deles.

 

 

Como atualizar para o macOS 10.15 Catalina

É realmente bem simples. Tudo o que você precisa fazer é ter paciência e esperar um pouco. Ao abrir a App Store do Mac, você vai ver um banner que alerta sobre a disponibilidade da atualização. A versão também está disponível na categoria Atualizações da App Store para que você possa acessar.

Uma vez clicando no banner ou na atualização, vai abrir uma página sobre as informações sobre ela. Ali, clique em Download, e o arquivo começa a ser baixado no computador. O tempo de download deve demorar mais ou menos tempo, dependendo de sua conexão à internet.

Uma vez concluído o download, você vai acessar um instalador que vai guiando sobre o passo a passo do processo de atualização. Nele, você pode escolher o disco rígido onde o software será instalado. Então, basta esperar BASTANTE para que a atualização seja aplicada. É importante aqui ter paciência e não usar ou desligar o computador durante o processo de atualização.

 


Compartilhe