Investigadores da Universidade de Carnegie Mellon criou um protótipo funcional de um smartwatch com projetor integrado, que praticamente transforma o braço do usuário em tela touch.

O LumiWatch integra um projetor a laser e vários sensores para gerar uma imagem de 1024 x 600 pixels sobre a pele do braço, que pode ser manipulada como se fosse a tela de um smartphone. É possível deslizar o dedo e tocar no elemento para um controle simples do dispositivo.

Um dos maiores desafios do projeto foi fazer com que a imagem reconheça os gestos de forma precisa, pois a projeção acontece a partir de um ângulo baixo e sobre uma superfície irregular, mas um processo que combina hardware e software eliminou tal distorção. Já que cada braço é diferente, cada usuário precisa de um processo de calibração que é basicamente o ‘deslizar para desbloquear’ do iPhone.

 

 

O protótipo do LumiWatch conta com um projetor laser de 15 lúmens, um conjunto de sensores de 10 elementos, um processador de quatro núcleos, Android 5.1 e bateria com autonomia de um dia de uso, ou uma hora de projeção contínua.

No estágio que está, o protótipo custa US$ 600, e sua comercialização não é cogitada, uma vez que seu estágio de desenvolvimento é inicial.