LG Velvet no Brasil tem erro grosseiro

Compartilhe

Lá vou eu pegar no pé da LG de novo.

Vamos combinar uma coisa?

Se o Pocophone F1 com processador Snapdragon 845 era um smartphone de linha média com processador de top de linha de 2018, o LG Velvet é um smartphone de linha média premium bem caro com um processador velho e que tenta convencer por causa de uma proposta um pouco diferenciada.

Posso parecer injusto com os dois smartphones mencionados no parágrafo anterior, mas é a realidade dos fatos, pura e simples. Para alguém afirmar que o LG Velvet está competindo com os modelos premium do mercado, é preciso estar bem fora da realidade. E, por incrível que isso possa parecer, a decisão dessa vez recai sobre os ombros da própria LG do Brasil, já que a versão recebida por aqui é exclusiva para o nosso mercado.

E eu não sei se isso é um acerto ou um erro grosseiro.

 

 

 

LG Velvet “made in Brazil” (com Z mesmo)

 

Lá fora, o LG Velvet recebe o processador Snapdragon 765, um chip de linha média mais novo que o Snapdragon 845 presente no modelo brasileiro do mesmo smartphone. Particularmente, pensando nos aspectos técnicos (e até mesmo nos econômicos), seria mais acertado contar com primeiro chip do que com o segundo.

Porém, a LG decidiu lançar o Velvet no Brasil com o Snapdragon 845, quem sabe até para poder cobrar mais caro pelo produto por aqui. Não quero acreditar que é isso na realidade, mas se essa minha teoria absurda estiver correta, o que a LG fez foi cometer um erro grosseiro.

O Snapdragon 845 ainda funciona muito bem. Eu sou a prova disso porque tenho o Pocophone F1, e ele não me dá trabalho. Porém, é um processador com mais de dois anos de vida, e vai começar a dar sinais de cansaço com o Android 11. Logo, quem comprar o LG Velvet pode sofrer com isso. Ainda mais que o modelo possui um software customizado.

No final das contas, colocar um processador top de linha de 2018 em um mundo que está quase em 2021 pode resultar em uma dor de cabeça que poderia ser evitada. A vida útil do Snapdragon 765 é considerável, e o modelo seria mais condizente com uma proposta de melhor relação custo-benefício.

 

 

 

O que o LG Velvet tem de tão diferente?

 

 

Tá, ele não é apenas o seu processador.

O LG Velvet tem leitor de impressão digital na tela, câmera principal traseira de 48 MP, em uma câmera tripla posicionada na vertical, o tão amado conector para fones de ouvido, tecnologia de som 3D que reconhece o tipo de conteúdo que é reproduzido e até modo de gravação ASMR, para a alegria dos youtubers hipsters.

O modelo também é compatível com o acessório Dual Screen e com a Stylus Pen (os dois acessórios são vendidos separadamente). E é um telefone que me agrada um bocado no design. Viu como nem tudo foi algo ruim nesse LG Velvet?

 

 

 

No final das contas…

 

 

Eu acho pesado o preço de R$ 4.299 que a LG está cobrando pelo LG Velvet. De fato, ter um processador de 2018 em pleno 2020 (quase 2021) não faz tanto sentido assim, ainda mais quando o fabricante cobra esse preço. Vale a compra se você realmente é fã da LG e está ciente que quer ter o dispositivo nesse momento.

Caso contrário, por favor, olhe para os lados. Tem Galaxy S10 que é mais completo que esse LG Velvet custando BEM MAIS BARATO que os R$ 4.299 cobrados pelo lançamento da LG. Não só isso: modelos excelentes da Xiaomi e Realme custam menos e recebem processadores melhores do que esse.

Só para lembrar: preços de smartphones da LG tendem a despencar rapidamente. Ou seja, espere por promoções durante a Black Friday brasileira. Não precisa sair correndo agora para comprar ele. A não ser que você realmente queira. Então, não vou impedir você.

 

 

 

LG Velvet: ficha técnica (para o Brasil)

 

 

Tela: OLED de 6,8 polegadas com resolução Full HD+ (2460×1080 pixels) e proporção 20:9
Processador: Qualcomm Snapdragon 845 octa-core de até 2,8 GHz com GPU Adreno 630
RAM: 6 GB
Armazenamento: 128 GB com entrada para microSD
Câmera frontal: 16 megapixels (f/1,9)
Câmera traseira tripla:
Principal: 48 megapixels (f/1,8)
Ultrawide: 8 megapixels (f/2,2) com campo de visão de 120 graus
Profundidade: 5 megapixels (f/2,4)
Bateria: 4.300 mAh com carregamento de 15 watts (com fio) e 9 watts (sem fio)
Sistema operacional: Android 10
Conectividade: 4G, Wi-Fi 802.11a/b/g/n/ac, NFC, USB-C, entrada de 3,5 mm para fones de ouvido
Cores: Illusion Sunset, Aurora Gray, Aurora White
Dimensões e peso: 167,2×74,1×7,9 mm, 180 gramas
Extras: leitor de impressões digitais sob a tela, proteção contra água e poeira (IP68) e certificado de resistência militar (MIL-STD-810G)

 

 

Via Tecnoblog


Compartilhe