Compartilhe

A LG aproveitou o início da CES 2019 para anunciar oficialmente o LG Q9, o seu novo smartphone de linha média que se destaca principalmente pelas suas capacidades multimídia para melhor consumo de vídeos e música.

O modelo possui uma tela FullVision de 6.1 polegadas (Quad HD+) com notch na parte superior e brilho máximo de 1.000 nits. A LG não entrou em detalhes, mas imaginamos que esse nível de brilho só será alcançado com o uso de uma matriz RGBW, tal e como acontece com o LG G7 ThinQ.

Na parte de som, o LG Q9 possui o Quad DAC Hi-Fi de 32 bits, que reduz a distorção do som em até 0,002%, obtendo assim um som mais próximo do original.

Os alto-falantes contam com a tecnologia BoomBox, que também estava presente no LG G7 ThinQ. A novidade potencializa os graves utilizando o interior do dispositivo como caixa de ressonância.

O LG Q9 possui um processador Qualcomm Snapdragon 821 (lançado em 2016) trabalhando com 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento (expansíveis via microSD). Sua bateria conta com 3.000 mAh e trabalha com modo de recarga rápida QuickCharge 4.0 via USB Type-C.

 

 

Nas câmeras, o modelo possui sensores de 16 MP e 8 MP. A câmera frontal possui grande angular e reconhecimento facial para o desbloqueio do dispositivo, algo que também pode ser feito via leitor de digitais.

A LG entrega um smartphone com apenas 7.9 mm de espessura e 159 gramas de peso. O dispositivo recebeu as certificações de resistência IP68 e MIL-STD 810G. Ou seja, ser um dispositivo de linha média não é desculpa para que ele não seja tão resistente quanto um top de linha atual.

O novo LG Q9 está disponível na Coreia do Sul, com preço sugerido de 389 euros (já convertidos). Não há previsão de lançamento ou preços para o Brasil por enquanto.

E questiono se ele pode ser um bom negócio se desembarcar em nosso mercado. Afinal de contas, estamos falando de um processador lançado em 2016.


Compartilhe