Compartilhe

O pessoal da assessoria de imprensa da LG no Brasil pode até ficar chateado comigo. E eu também poderia ficar chateado com eles. Mas eu entendo que a vida mudou para todo mundo, e como os focos de interesse da empresa mudaram, os meus também tomaram outros caminhos.

Eu não quero mais sair correndo para escrever posts sobre os lançamentos dos produtos apenas para gerar visualizações no blog. Quero escrever sobre o que eu gosto, mas também quero oferecer conteúdo relevante, deixar as minhas impressões e uma qualidade maior na opinião expressa sobre um lançamento.

Por isso, demorei mais do que devia para falar sobre os novos smartphones da LG para o mercado brasileiro, LG K41S, K51S e K61, que são os membros da nova série K para 2020. Primeiro porque outros focos estavam na pauta, e segundo porque a minha semana anterior foi bem tumultuada.

Mas… vamos lá. Vamos falar um pouco sobre os novos LG K41S, K51S e K61 (mesmo sem sequer chegar perto deles, pois não recebi os kits com os dispositivos que alguns vlogueiros receberam… “valeu” LG!).

Não vou ficar revisando as especificações técnicas dos três modelos. Isso você encontra em qualquer outro site de tecnologia. Aliás, daqui para frente, vou comentar a minha primeira opinião sobre os lançamentos dos produtos, destacando os principais aspectos (positivos e negativos) em cada lançamento, mas sem ficar focando tanto nos aspectos técnicos. O que manda agora é a opinião sobre o produto em si.

 

 

 

São bons, são honestos, mas… olhe para o lado!

 

 

Dito isso, a proposta dos novos LG K41S, K51S e K61 é algo que considero como interessante, para dizer o mínimo. De forma pontual, a linha tenta oferecer preços mais acessíveis aos produtos, mas… será que entregam a melhor relação custo/benefício do mercado?

Levando em consideração alguns dos seus principais concorrentes de preço (Samsung e Motorola no mercado tradicional, todas as principais marcas asiáticas no mercado informal), a nova série K 2020 da LG pode fazer alguns usuários torcerem um pouco o nariz. E nem falo que serão os mais exigentes: talvez os questionamentos apareçam das pessoas que procuram por um smartphone intermediário para chamar de seu.

Mas é preciso ter um pouco de critério para realizar uma avaliação justa.

 

 

A LG sempre entregou telas incríveis nos seus smartphones, e o mesmo deve acontecer com os novos LG K41S, K51S e K61. E em um momento onde o que realmente interessa para muitos usuários é o consumo de conteúdo de vídeos, esse é um ponto a ser considerado.

Por outro lado, muita gente vai torcer um pouco o nariz quando constatar alguns detalhes técnicos nos novos modelos que poderiam ser melhores. Por exemplo, os processadores da MediaTek, que melhoraram bastante nos últimos anos, mas que todo mundo sabe que estão ali pela melhor relação custo-benefício, e que ainda estão atrás dos chips da Qualcomm, principalmente nas linhas mais básicas.

Outro ponto que pode incomodar a alguns usuários é ver no modelo mais básico uma combinação com 3 GB de RAM + 32 GB de armazenamento, em um produto cujo preço inicial sugerido é de R$ 1.299. Por essa combinação, cobrar mais do que R$ 1.000 pode ser um problema sério, ainda mais quando modelos da Xiaomi entregam um hardware mais robusto e generoso pelo mesmo preço.

Desculpa, só disse verdades.

 

 

 

Câmeras e resistência militar são argumentos bons o suficiente?

 

 

Fora isso, os novos LG K41S, K51S e K61 não contam com grandes diferenciais para chamar a atenção do usuário dentro do seu segmento, com exceção do conjunto de câmeras com recursos de inteligência artificial, outro segmento onde a LG costuma mandar muito bem. É claro que o conjunto de câmeras é o que esperamos dentro do segmento de linha média em 2020 (sensor principal, super grande angular, modo retrato e câmera macro), mas podemos esperar por bons resultados de fotografia (ou pelo menos resultados que agradam os usuários desse segmento).

Do mais, 4.000 mAh de bateria é o esperado, leitor de digitais na parte traseira também, e conectividade USB-C é a obrigação. O padrão de segurança MIL-STD 810G é o de praxe nos dispositivos da LG, e o furo na tela nos modelos mais completos é a tendência de design já estabelecida.

 

 

 

LG K41S, K51S e K61: valem a pena?

 

 

No final das contas, se os novos LG K41S, K51S e K61 não são verdadeiros “arrasa quarteirões” do mercado de smartphones de linha média no Brasil, ao menos eles se apresentam como proposta honesta. Abaixo disso, você tende a encontrar smartphones com o Android Go Edition (o que pode ser um pesadelo para muita gente), e acima disso já vamos para smartphones mais completos, com preços substancialmente mais altos.

O problema está no meio disso. Dentro de sua faixa de preço, a série K 2020 da LG vai encontrar uma concorrência pesada, onde vários modelos tendem a ser mais interessantes do que os dispositivos dessa família. E quem for mais antenado no mundo da tecnologia certamente vai pesquisar e observar a concorrência.

A boa notícia aqui é que em um curto prazo de tempo, todos esses novos smartphones da série K estarão com preços mais atraentes. Logo, se você quer mesmo esses telefones mesmo com todos os pontos observados nesse post, basta ter um pouco de paciência, e você pode fazer um bom negócio.


Compartilhe