LG K31, uma discreta atualização do modesto

Compartilhe

A LG continua insistindo com a sua família de smartphones de entrada, a série K. Recentemente, os modelos LG K41S, K51S e K61 chegaram ao Brasil, e lá fora, a empresa lançou o LG K31, sucessor direto do LG K30, que se destaca por ser um dos dispositivos mais modestos desse grupo.

O novo modelo mantém a essência da geração anterior, já que ainda é um dispositivo de entrada bem modesto. Porém, entrega algumas melhorias nos aspectos fotográficos, já que esse é um dos recursos mais procurados por usuários de smartphones de qualquer faixa de preço.

Podemos até questionar a LG sobre os seus investimentos nos dispositivos de entrada, ou pelas escolhas pontuais nas especificações desses produtos. Por outro lado, não podemos ignorar que esse é um segmento de mercado que ainda consegue capitalizar bem no volume de vendas, e é importante para muitos fabricantes manterem o ritmo de lançamentos em diferentes séries.

Vamos então conhecer o que o LG K31 pode oferecer para você, que está com a grana curta mas quer manter a conversa pelo WhatsApp em dia.

 

 

 

Melhorou um pouco

 

 

O LG K31 tem poucas atualizações em relação ao modelo anterior, com melhorias mais comedidas e centradas em entregar um dispositivo barato para os consumidores com um orçamento mais curto, ou para quem não quer gastar muito em um novo telefone.

Alguns dos itens incluídos no novo modelo são considerados imprescindíveis para qualquer smartphone que preste nesse momento, e não mais poderiam ficar de fora, mesmo em um dispositivo de entrada. Por exemplo, o leitor de digitais finalmente estreiam nesse modelo, algo que ficou de fora nas duas gerações anteriores.

Na tela, o notch em forma de gota substitui o notch monocelha, algo que precisamos agradecer, pois entrega uma frontal com maior área de tela (se bem que o mundo perfeito, com a câmera abaixo da tela, está chegando… obrigado, ZTE). Por outro lado, estamos diante de um smartphone “pequeno” (para os padrões de 2020), com uma tela de 5.7 polegadas (HD+). O esperado para um dispositivo com essas características (se bem que alguns concorrentes entregam telefones de entrada com telas de 6 polegadas ou mais).

 

 

Outra melhoria pontual do LG K31 e que atende aos anseios de usuários de todas as categorias de dispositivos está nas câmeras, onde um sensor duplo traseiro está disponível, com lentes de 13 MP + 5 MP (grande angular). Na parte frontal, um sensor de 5 MP para as selfies.

Eu nem preciso dizer que não dá para esperar muito dessas câmeras, e não tem nada de errado nisso no caso do LG K31. É um modelo que tem como principal foco ser barato, e não registrar fotos impecavelmente perfeitas.

Aceite isso.

A última grande mudança do LG K31 em relação aos modelos das gerações anteriores é a aposta no processador MediaTek Helio P22 octa-core no lugar do Snapdragon 425. Esse é mais um movimento para reduzir os custos do dispositivo, mas mantendo de alguma forma o seu desempenho.

Por outro lado, seguir contando com 2 GB de RAM e 32 GB de armazenamento é punir o usuário que não tem essa grana toda para comprar um smartphone melhor. Não dá para ser feliz com tão pouco, e com a internet cada vez mais exigente nos seus conteúdos, não dá para imaginar que a vida útil do dispositivo será longa.

 

 

Por fim, sua bateria de 3.000 mAh é o padrão para um dispositivo de entrada com as suas características, mas ao menos o dispositivo possui um botão exclusivo para o Google Assistente. O que, de alguma forma, é um diferencial dentro do segmento de entrada.

 

 

 

LG K31: preço e disponibilidade

 

O modelo foi anunciado oficialmente nos Estados Unidos, mas não tem preço ou data de lançamento em outros mercados. O seu preço sugerido é de US$ 149,99.

 

 

Via LG


Compartilhe