A LG também apresentou hoje (28) o LG G7 Fit, uma variante menos potente do LG G7 One, com o chipset Snapdragon 821, de 2016.

Aqui, a LG adota a estratégia de oferecer um dispositivo de linha média premium com hardware dos anos anteriores, com o sistema operacional Android com a capa de personalização da LG, o que pode complicar um pouco as coisas na hora da atualização de software do modelo.

Do mais, ele tem especificações técnicas muito semelhantes ao igualmente novo LG G7 One. Para começar, também carrega uma tela de 6.1 polegadas (QHD+) com notch e aspecto 19.5:9. Também é compatível com HDR10 e obtém as certificações IP68 e MIL-STD 810G.

O Snapdragon 821 trabalha com 4 GB de RAM e 32 GB de armazenamento. Um modelo LG G7+ Fit com 64 GB de armazenamento está disponível. Os dois modelos contam com armazenamento expansível via microSD.

Nas câmeras, um único sensor traseiro de 16 MP, e um sensor frontal de 8 MP. Sua bateria conta com 3.000 mAh com suporte ao Quick Charge 3.0, e o modelo também recebe o leitor de digitais, Quad DAC de 32 bits com DTS:X e Android 8.1 Oreo com a interface da LG.

Uma coisa que temos que ter em mente é que esta versão do Snapdragon 821 é aquela que já foi corrigida pela Qualcomm, sem apresentar os mesmos problemas de superaquecimento dos primeiros modelos que chegaram ao mercado.

Por outro lado, não dá para não lembrar que este é um processador de 2016, com um software de 2018. Ou seja, ele será atualizado para o Android 9 Pie, mas dificilmente recebe o Android 10 Q.

Será que vale a pena o investimento, sendo que seus benefícios a longo prazo estão potencialmente limitados?

De qualquer forma, a LG não revelou preços ou disponibilidade do modelo, de modo que teremos que esperar a IFA 2018 por mais informações.